Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO
CLÍNICA VETERINÁRIA (33002010150P1)
Avaliação comparativa dos efeitos do anlodipino e da pimobendana na insuficiência valvar crônica de mitral em cães
ORSON NOBUMITSU KAMAKURA
DISSERTAÇÃO
12/02/2016

A insuficiência valvar crônica de mitral (IVCM) é a principal cardiopatia de cães, correspondendo a 75-85% dos casos de cardiopatias. É causada pela degeneração mixomatosa da valva mitral (endocardiose de mitral) sendo, então, uma doença degenerativa adquirida e que pode ocasionar a insuficiência cardíaca congestiva (ICC). Pode acometer qualquer raça de cão, mas é mais frequentemente observada nas raças de pequeno porte, dentre as quais, Poodle miniatura, Spitz Alemão, Dachshund, Yorkshire Terrier, Chihuahua e Cavalier King Charles Spaniel. Na endocardiose de mitral, o volume sanguíneo regurgitado causa sobrecarga do lado esquerdo do coração, devido ao aumento das pressões atrial e ventricular esquerdas, seguida de dilatação e hipertrofia dessas cavidades cardíacas. A elevação da pressão ventricular esquerda pode causar hipertensão pulmonar, congestão e, em estágios avançados, edema pulmonar. A doença pode evoluir assintomática, enquanto que naqueles casos que evoluem para insuficiência cardíaca congestiva (ICC) os sintomas mais usuais são: tosse, intolerância ao exercício, dispneia e síncope. Em 2009 o colégio americano de medicina interna veterinária (American College of Veterinary Internal Medicine - ACVIM) elaborou diretrizes para o tratamento da IVCM, tendo por base a classificação funcional adaptada do American College of Cardiology. Neste trabalho foram utilizados os fármacos anlodipino e pimobendana em associação a outros usualmente indicados no tratamento da ICC em cães, segundo consenso de 2009, indicados no tratamento da ICC em cães. Dois grupos (A e B) de cães, cada um constituído por 10 pacientes com IVCM em estágio C, foram tratados com furosemida e maleato de enalapril, sendo que os animais do grupo A receberão pimobendana e os do grupo B, anlodipino. Os animais foram avaliados em diferentes momentos (T0, T30, T60) observandose as alterações nos exames ecodopplercardiográfico e eletrocardiográfico, bem como de pressão arterial sistólica.

IVCM. Endocardiose mitral. Anlodipino. Pimobendana. Cães
Chronic mitral valve regurgitation is the most frequent heart disease of dogs, accounting for 75-85 % of cases of heart diseases. It is caused by myxomatous mitral valve degeneration (mitral endocardiosis), therefore, an acquired degenerative disease that can lead to congestive heart failure (CHF). It affects any breed of dog, but is most often seen in small-sized breeds, like Miniature Poodle, German Spitz, Dachshund, Yorkshire Terrier, Chihuahua, and Cavalier King Charles Spaniel. In mitral endocardiosis, regurgitated blood volume causes overload on the left side of the heart due to increased left atrial and ventricular pressures, followed by dilation and hypertrophy of these heart chambers. The increase in left ventricular pressure can cause pulmonary hypertension, congestion and, in advanced stages, pulmonary edema. The disease can be asymptomatic, but in those cases that progress to congestive heart failure (CHF), the most common symptoms are coughing, exercise intolerance, dyspnea and syncope. In 2009 the American College of Veterinary Internal Medicine (ACVIM) has developed guidelines for the treatment of IVCM, based on the adapted functional classification of the American College of Cardiology. In this paper, amlodipine and pimobendan were used in combination with other commonly used drugs indicated in the treatment of CHF in dogs. Two groups (A and B) of dogs were used, each one consisted by 10 patients in stage C. Both received furosemide and enalapril maleate and animals of group A, additionally, received pimobendan and those of group B, amlodipine. All animals were evaluated at three different times (T0, T30, T60) observing changes in echodopplercardiographic and electrocardiographic examinations, as well as systolic blood pressure.
CHF. Mitral endocardiosis. Amlodipine. Pimobendan. Dogs.
1
128
PORTUGUES
UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO
O trabalho não possui divulgação autorizada

Contexto

CLÍNICA VETERINÁRIA
CLÍNICA MÉDICA DE CANINOS E FELINOS
Cardiologia Veterinária Comparada

Banca Examinadora

MARIA HELENA MATIKO AKAO LARSSON
DOCENTE - COLABORADOR
Sim
Nome Categoria
ELAINE CRISTINA SOARES Participante Externo
SILVIA REGINA RICCI LUCAS Docente - COLABORADOR

Vínculo

-
-
-
Sim