Dados do Trabalhos de Conclusão

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL
CIÊNCIA ANIMAL (51001012013P9)
PRODUÇÃO DE BOVINOS EM SISTEMAS DE INTEGRAÇÃO ESTABELECIDOS
ERICK LEMES GAMARRA
DISSERTAÇÃO
26/02/2015

Os sistemas agrossilvipastoris fornecem a possibilidade de melhor utilização da terra, além de melhorias na fertilidade do solo, qualidade da forragem e do microclima. Apesar das melhorias, o ambiente sofre influência marcante do sombreamento fornecido pelas árvores, isso diminui a produtividade da forrageira e pode acarretar em diminuição na produtividade animal. Assim, com o presente trabalho, objetivou-se avaliar três sistemas de integração com diferentes densidades de árvores de eucalipto com vistas à produção de gado de corte. Foram avaliados os sistemas de integração: lavoura-pecuária-floresta, com 357 árvores de eucalipto/ha (ILPF1); lavoura-pecuária-floresta, com 227 árvores de eucalipto/ha (ILPF2) e lavoura-pecuária (ILP, testemunha), com cinco árvores nativas remanescentes/ha. Para avaliação da forrageira foi adotado o delineamento experimental em blocos casualizados, em esquema de parcelas subdivididas, com quatro repetições. Os tratamentos da parcela corresponderam aos sistemas de integração (ILPF1, ILPF2 e ILP), os tratamentos da subparcela corresponderam às épocas do ano (verão, outono e inverno), para avaliação do desempenho animal, foi utilizado o ganho médio diário (GMD) e ganho de peso vivo por área (GPV), obtidos por pesagens a cada 28 dias com jejum prévio de 16 horas. Foi observado maior produção de massa de forragem no verão (P<0,05) no sistema de ILP (3.234 kg/ha) e ILPF2 (2.449 kg/ha) no qual este não se diferiu do ILPF1 (2.142 kg/ha), nas estações do outono e inverno o ILP foi superior aos outros dois sistemas de integração. A produção de massa seca de folhas do capim-piatã no verão foi superior no sistema de ILP (1.021 kg/ha) e no ILPF2 (776 kg/ha) no qual este não diferiu do ILPF1 (637 kg/ha), no outono o ILP foi superior aos demais sistemas e o ILPF1 obteve o menor valor, no inverno não houve diferença em nenhum dos sistemas estudados. Maiores teores de PBf% no verão foram encontrados nos sistemas de ILPF1 e 2 (10,15% e 10% respectivamente), no outono o maior valor observado foi no ILPF1 (14,75%) e o menor no ILP (9,50%), no inverno o ILPF1 e ILPF2 obtiveram os maiores valores, sendo que o ILPF2 não diferiu do ILP. Os maiores teores de FDNf% no verão foram encontrados no ILP (72,50%), no outono o ILP foi superior ao ILPF1 e este não diferiu do ILPF2, no inverno o ILP e ILPF2 foram superiores ao ILPF1. Maiores taxas de lotação (UA/ha) no verão foram observadas no ILP e ILPF2 (3,35 e 2,96 UA/ha respectivamente), no outono maior UA/ha foi no ILP (3,54) e menor no ILPF1 (0,39), no inverno não houve diferença entre os tratamentos. Maiores Ganhos médios diários (GMD g/animal/dia) foi na estação do verão (548 g/animal/dia). Foram observados maiores (GPV kg/ha) no verão nos sistemas de ILP e ILPF2 (263 e 246 respectivamente) assim como na estação do outono, no inverno não houve diferença em nenhum dos três sistemas. O sistema de ILPF2 demonstrou ser o sistema com árvores mais propicio a produção animal apesar de o sombreamento interferir na produtividade forrageira, mas isto é recompensando com melhores teores nutricionais como a PB o que favorece os animais, por fornecer maior aporte de nutrientes para o seu crescimento.

capim-piatã, densidade de árvores, eucalipto, integração lavoura-pecuáriafloresta, produção de forragem
The agroforestry systems offer the possibility of the land better use, as well as improvements in soil fertility, forage quality and microclimate. Despite improvements, the environment suffers significant influence of shading provided by trees, which reduces forage yield and may decrease animal productivity. Thus, the present work aimed to evaluate three integration systems with different eucalyptus trees densities for beef cattle production. It was evaluated the integration systems: crop-livestock-forest, with 357 eucalyptus trees / ha (ILPF1); crop-livestock-forest, with 227 eucalyptus trees / ha (ILPF2) and crop-livestock (ILP, control), with five remaining native trees / ha. To evaluate the forage, it was adopted a randomized block design, in a split-plot design, with four replications. Plot treatments consisted of integration systems (ILPF1, ILPF2 and ILP). Split-plot treatments consisted of year seasons (summer, fall and winter). For animal performance evaluation, it was used the average daily gain (GMD) and live weight gain per area (GPV), obtained by weighing every 28 days, with a prior fasting of 16 hours. It was observed greater forage mass production at summer (P <0.05) at the ILP system (3234 kg / ha) and ILPF2 (2449 kg / ha), which does not differ from ILPF1 (2142 kg / ha). At fall and winter, the ILP was superior compared to the other two integration systems. The leaves dry matter production of Piata grass at summer was higher in the ILP system (1021 kg / ha) and ILPF2 (776 kg / ha), which did not differ from ILPF1 (637 kg / ha). At fall, ILP was superior compared to the other systems and the ILPF1 had lower values. At winter there was no difference between systems. Higher levels of PBf%, at summer, were found in systems ILPF1 and ILPF 2 (10.15% and 10% respectively). At fall, higher values was observed in ILPF1 (14.75%) and lower values in the ILP (9.50 %). At winter, ILPF1 and ILPF2 presented higher values, and ILPF2 did not differ from ILP. Higher values of FDN%, at summer, were found in ILP (72.50%). At fall, ILP was superior then ILPF1 and this one did not differ from ILPF2. At winter, ILP and ILPF2 were superior then ILPF1. Higher stocking rates (UA / ha) at summer were observed in ILP and ILPF2 (3.35 and 2.96 UA / ha, respectively). At fall, higher UA / ha was in ILP (3.54) and lower in ILPF1 (0.39). At winter, there was no difference between treatments. Higher average daily gain (GMD g / animal / day) was at summer (548 g / animal / day). Higher GPV kg / ha were observed at summer in ILP and ILPF2 systems (263 and 246 respectively) as well as at fall. At winter there were no difference between systems. The ILPF2 system proved to be the system with trees more conducive for animal production, despite shading interfere in forage yield. But it is rewarded by a better nutritional content, as the PB, which favors the animals, providing greater nutrients supply for its growth.
– crop-livestock-forest integration, eucalyptus, forage production, Piata grass, trees density
1
25
PORTUGUES
FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

PRODUÇÃO ANIMAL
NUTRIÇÃO E PRODUÇÃO DE NÃO-RUMINANTES
-

Banca Examinadora

MARIA DA GRACA MORAIS
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
ANDREA ROBERTO DUARTE LOPES SOUZA Participante Externo
DAVI JOSE BUNGENSTAB Participante Externo

Vínculo

Colaborador
Empresa Privada
Empresas
Sim