Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA
LETRAS (40002012012P8)
Dramaturgia do angolano José Mena Abrantes em perspectiva pós-colonial.
CINTHIA RENATA GATTO SILVA
TESE
27/08/2015

José Mena Abrantes (1945-) é um dos nomes mais importantes e atuantes da dramaturgia angolana da atualidade. Neste trabalho, analiso suas peças de cunho histórico na perspectiva do pós-colonialismo, a saber: A órfã do Rei; Sem herói nem reino ou o azar da Cidade de S. Filipe de Benguela com o fundador que lhe tocou em sorte; Sequeira, Luís Lopes ou o mulato dos prodígios; Kimpa Vita, a profetiza Ardente; Tari-Yari, misericórdia e poder no Reino do Congo e Ana, Zé e os escravos. A discussão central é a ideia de que o raciocínio ocidental é marcado por binarismos por meio dos quais as sociedades têm explicado os mais diversos fenômenos, binarismos esses que anulam a multiplicidade de perspectivas a partir das quais é possível compreender tais fenômenos. Nessa perspectiva, procuro refletir sobre como a dramaturgia de Mena Abrantes reescreve episódios da história de Angola a fim de desconstruir binarismos identitários oriundos do eurocentrismo. O discurso imperialista centra-se em justificar o empreendimento colonial, alegando que os nativos são seres primitivos, carentes de civilidade e cultura. O colonialismo, portanto, teria uma missão civilizatória, postulado que omite o caráter econômico do empreendimento e estimula preconceitos em relação ao nativo. A estratégia colonial consistia em inferiorizar o outro para melhor dominá-lo, razão pela qual muitos dos preconceitos propagados pelo colonialismo perpetuaram-se no imaginário social e estão presentes no cotidiano dos países colonizados. Nessas circunstâncias, reescrever a história é uma forma de resistência e uma possibilidade de desconstruir o discurso homogeneizador do imperialismo.

Dramaturgia angolana; pós-colonialismo; metaficção historiográfica.
José Mena Abrantes (1945 - ) is one of the most important and active names in the present Angolan dramaturgy. The present work makes a historically-oriented analysis of his plays from the post-colonial perspective. These plays are: A Órfã do Rei; Sem Herói Nem Reino ou o Azar da Cidade de S. Filipe de Benguela com o Fundador que Lhe Tocou em Sorte; Sequeira, Luís Lopes ou o Mulato Dos Prodígios; Kimpa Vita, a Profetiza Ardente; Tari-Yari, Misericórdia e Poder no Reino do Congo and Ana, Zé e os Escravos. Central to this thesis‟ discussion is the idea that the western way of thinking is marked by binarisms through which the societies have explained several phenomena. Such binarisms cancel the multiplicity of perspectives from which it is possible to understand such phenomena. From this perspective, I seek to reflect on how Mena‟s dramaturgy rewrites episodes from Angola‟s history in order to deconstruct the binarisms of identity originated with eurocentrism. The imperialist discourse focuses on justifying the colonial enterprise by arguing that the indigenous people are primitive beings in need of civility and culture. Therefore, colonialism is said to have a civilizing mission. Such premise omits colonialism‟s economic character and arouses prejudice towards indigenous people. The colonial strategy consisted in belittling the natives in order to better dominate them, which perpetuated the prejudice spread by the colonialism in the social imaginary and is still present on the daily life of the colonized countries. Under these circumstances, rewriting history is a form of resistance and a possibility to deconstruct the homogenized imperialist discourse.
Angolan Dramaturgy; Post-colonialism; Historiographic Metafiction.
1
170
PORTUGUES
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

LITERATURA COMPARADA
INTERMEDIALIDADES E NOVAS FORMAS ARTÍSTICAS
-

Banca Examinadora

SONIA APARECIDA VIDO PASCOLATI
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
ALBA KRISHNA TOPAN FELDMAN Participante Externo
GILBERTO FIGUEIREDO MARTINS Participante Externo
TELMA MACIEL DA SILVA Docente - PERMANENTE
LUIZ CARLOS SANTOS SIMON Docente - PERMANENTE

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP - Programa de Demanda Social 38

Vínculo

-
-
-
Não