Brasil

Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE
Ciências e Biotecnologia (31003010079P0)
“Avaliação da Toxidade e Atividade Anti-herpes Simples 1 de um Dolastadieno da Alga Canistrocarpus cervicornis e de uma Naftoquinona em Animais Experimentais”
CAROLINE DE SOUZA BARROS
TESE
25/02/2015

A infecção por HSV é endêmica em todo o mundo e é uma das infecções mais prevalentes no Brasil. Várias substâncias antivirais são utilizadas no tratamento de indivíduos infectados com HSV-1, porém devido ao aumento da resistência aos antivirais e a ocorrência de casos graves da doença, a busca efetiva de novas formas terapêuticas contra o herpes se reveste de grande importância. Propriedades farmacológicas de produtos naturais de algas pardas e de naftoquinonas têm sido descobertas. A naftoquinona, substância sintética produzida pelo laboratório do Instituto de Química da UFF, que também faz parte desse estudo, mostrou em trabalhos anteriores do nosso laboratório, baixa citotoxicidade (CC50=964 ± 6,55 μM) e efeito anti-herpes simples 1 (EC50=0,83 ± 0,4 μM) in vitro. O presente estudo teve como objetivo determinar a toxicidade e avaliar a atividade antiviral (anti-Herpes Simples Vírus 1) do diterpeno (4R, 9S, 14S)-4α-acetoxi-9β,14α-dihidroxidolast-1(15),7-dieno (D-3) extraído da alga parda Canistrocarpus cervicornis e da 3-[N-(n-benzil)amino-2,4-diclorobenzil]-2-hidroxi-1,4-naftoquinona sintética. Inicialmente foi feito o isolamento do diterpeno da alga e a avaliação da citotoxicidade e atividade antiviral in vitro. Os ensaios in vivo foram realizados em três fases: determinação da dose letal (48h), avaliação da toxicidade aguda (14 dias) e subcrônica (90 dias) e determinação da eficácia terapêutica em animais infectados com HSV-1. As três fases foram realizadas para a naftoquinona, para o diterpeno D-3 purificado da alga foi feito apenas o ensaio de atividade antiviral. O sangue foi coletado através do plexo orbital dos animais para realização de análises hematológicas e bioquímicas. Ao final do experimento, todos os animais foram sacrificados, sendo retirados rins, fígado, coração, estômago e duodeno para análise histológica. Nossos resultados mostraram que o diterpeno D-3 apresentou atividade anti-HSV-1 (EC50=0,87 ± 2,83 μM) e baixa citotoxicidade (CC50=910 ± 8,9 μM). Para os experimentos com a naftoquinona, a dose letal foi considerada superior a 2000mg/Kg, nas análises hematológicas e bioquímicas dos ensaios de toxicidade em 14 e 90 dias, os parâmetros permaneceram próximos à normalidade. Nas análises histológicas foram encontradas algumas alterações, porém alterações semelhantes foram encontradas também nos grupos controles (DMSO 10% e aciclovir). Os resultados dos ensaios de eficácia terapêutica contra infecção cutânea por HSV-1 com o diterpeno D-3 e a naftoquinona sugerem que estes podem ser promissores como medicamentos orais na redução da severidade das infecções cutâneas causadas pelo HSV-1. Dessa forma, o diterpeno D-3 e a naftoquinona, podem ser promissores como futuros medicamentos contra o HSV-1.

algas pardas marinhas, diterpenos, naftoquinonas, Herpes Vírus Simples 1, antivirais e toxicidade
HSV infection is endemic throughout the world and is one of the most prevalent infections in Brazil. Several antiviral substances are used in the treatment of individuals infected with HSV-1, but due to the increased resistance to antiviral drugs and the occurrence of severe disease, the effective search for new therapeutics against herpes is revested as very important. Pharmacological properties of natural products of brown algae and naphthoquinones have been discovered. The naphthoquinone, synthetic substance produced by the laboratory of the Chemistry Institute at UFF, which is also part of this study, shown in previous studies of our laboratory, low cytotoxicity (CC50 = 964 ± 6.55 μM) and anti-herpes simplex 1 effect (EC50 = 0.83 ± 0.4 μM) in vitro. This study aims to determine the toxicity and to evaluate the antiviral activity (anti-Herpes Simplex Virus 1) of the diterpene (4R, 9S, 14S)-4α-acetoxy-9β, 14α-dihidroxidolast-1 (15),7-diene (D-3) extracted from brown seaweed and Canistrocarpus cervicornis 3-[N-(n-benzyl)amino-2,4-dichlorobenzyl]-2-hydroxy-1,4-naphthoquinone synthetic. Initially, seaweed diterpene was isolated its cytotoxicity and antiviral activities were evaluated in vitro. In vivo assays were carried out in three stages: determining the lethal dose (48 h), assessment of acute (14 days) and subchronic (90 days) toxicities and determining the therapeutic efficacy in animals infected with HSV-1. The three phases were performed for the naphthoquinone, the purified D-3 diterpene was only tested for its antiviral activity. Blood was collected through the orbital plexus of the animals for performing hematological and biochemical analyzes. At the end of the experiment, all animals were sacrificed, and the kidneys removed, liver, heart, stomach and duodenum for histological analysis. Our results showed that diterpene D-3 showed anti-HSV-1 activity (EC50 = 0.87 ± 2.83 μM) and low cytotoxicity (CC50 = 910 ± 8.9 μM). For the experiments with the naphthoquinone, the lethal dose was considered to be above 2000 mg / kg, in hematological and biochemical analyzes of the toxicity tests on 14 and 90 days, the parameters remained near normal. In the histological changes were found some, but similar changes were also found in controls (10% DMSO and acyclovir). The results of the tests of therapeutic efficacy against cutaneous infection by HSV-1 with D-3 diterpene and naphthoquinone suggest that they can be promising as oral medicines to reduce the severity of skin infections caused by HSV-1. Thus, the 3-D diterpene and naphthoquinone may be promising as future drugs against HSV-1.
marine brown algae, diterpenes, naphthoquinones, Herpes Simplex Virus 1, antiviral and toxicity.
01
140
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE

Contexto

CIÊNCIAS E BIOTECNOLOGIA - INTERAÇÕES MOLECULARES, CELULARES E SISTÊMICAS
A IDENTIFICAÇÃO DE PROTÓTIPOS BIOATIVOS E MOLÉCULAS DE IMPORTÂNCIA EM SISTEMAS BIOLÓGICOS E BIOTECNOLÓGICOS
ESTUDO DA ATIVIDADE ANTIVIRAL(ANTI-HSV-1 , ANTI-HIV-1 E ANTI-EBV), CITOTÓXICA E DO MECANISMO DE AÇÃO DE SUBSTÂNCIAS NATURAIS E SINTÉTICAS

Banca Examinadora

IZABEL CHRISTINA NUNES DE PALMER PAIXAO
Não
Nome Categoria
JOSE NELSON DOS SANTOS SILVA COUCEIRO Participante Externo
MAGUI APARECIDA VALLIM DA SILVA Participante Externo
ANDRE LOPES FULY Docente
SAULO CABRAL BOURGUIGNON Docente
MARIA DENISE FEDER Docente
MARCIA CHRISTINA VASCONCELOS ARCHER DA MOTTA Participante Externo

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
CONS NAC DE DESENVOLVIMENTO CIENTIFICO E TECNOLOGICO - BOLSA DOUTORADO SANDWICH NO EXTERIOR 12

Vínculo

Bolsa de Fixação
Instituição de Ensino e Pesquisa
Pesquisa
Sim