Governo Federal

Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE
MICROBIOLOGIA E PARASITOLOGIA APLICADAS (31003010058P2)
ANTÍGENOS DE PAREDE CELULAR E EXOANTÍGENOS DE Histoplasma capsulatum: ANÁLISES QUÍMICAS E DO POTENCIAL IMUNOMODULADOR EM MODELO MURINO DE HISTOPLASMOSE
GIULIA MARIA PIRES DOS SANTOS
DISSERTAÇÃO
20/03/2015

A histoplasmose é uma micose sistêmica causada pelo fungo termodimórfico Histoplasma capsulatum var. capsulatum. Este micro-organismo é prevalente nas Américas, sendo encontrado no solo contaminado com fezes de morcegos e aves. Essa doença é umas das mais reportadas como causa de morbidade e mortalidade entre indivíduos imunossuprimidos, pois os medicamentos ministrados para conter a infecção geralmente tem pouca eficácia nessa população. A parede celular é uma estrutura essencial para os fungos, uma vez que mantém a viabilidade e morfologia celular, além de proteger a célula fúngica contra danos mecânicos. Na sua porção mais externa, apresenta moléculas glicosiladas que estão envolvidas em importantes funções biológicas relacionadas com a virulência e a patogenicidade, além de ser uma fonte significante de antígenos. H. capsulatum ainda tem a capacidade de secretar antígenos para o meio, e tais macromoléculas imunogênicas são produzidas durante o seu desenvolvimento, elicitando respostas imune humoral e celular no hospedeiro. Apesar de serem utilizados em testes diagnósticos, seu papel na patogenicidade ainda não é bem estabelecido. Visto a importância destas moléculas, este trabalho teve o objetivo de caracterizar quimicamente os antígenos extraídos da parede celular e do filtrado de cultura de leveduras de H. capsulatum, avaliando o possível envolvimento desses antígenos na modulação da resposta imune do hospedeiro. Nossos resultados demonstraram que tanto o peptideopolissacarídeo bruto extraído da parede celular de H. capsulatum, quanto o filtrado celular (exoantígenos) são compostos, majoritariamente, por galactose e manose, sugerindo uma galactomanana. No presente trabalho, analisamos também a produção de óxido nítrico (NO) durante a infecção de macrófagos por leveduras de H. capsulatum, e o papel do peptideopolissacarídeo bruto e dos exoantígenos nesta produção. Os exoantígenos de H. capsulatum foram capazes de estimular uma maior liberação de NO por macrófagos, quando comparado ao controle. Também foi observada a liberação de citocinas pelos macrófagos peritoneais de camundongo C57BL/6. Foi comprovada a produção de IL-1β pelos macrófagos após estímulo por ambas as moléculas e IL-10 pelos exoantígenos. Em experimentos “in vivo”, foi observado que ambas as moléculas estimulam a liberação de NO, quando comparados a animais apenas infectados com H. capsulatum, além de estimularem a liberação de IL-4, IL-6 e IL-10. Os resultados encontrados sugerem que ambas as moléculas exarcebam a infecção no hospedeiro murino. Portanto os estudos sobre o peptideopolissacarídeo bruto e exoantígenos são importantes, pois podem contribuir para o conhecimento dos possíveis mecanismos envolvidos na interação do fungo patogênico com o hospedeiro.

Antígenos de parede celular e exoantígenos de Histoplasma capsulatum: análises químicas e do potencial imunumodulador em modelo murino de histoplasmose
Histoplasmosis is a systemic mycosis caused by the thermally dimorphic fungus Histoplasma capsulatum var. capsulatum. This microrganism is prevalent in the Americas, found in soil contaminated with feces of bats and birds. This disease is one of the most reported cause of morbidity and mortality in immunocompromised individuals, since thedrugs prescribed for infection control usually show low efficacy in this population. The cell wall is an essential structure for fungi, because it maintains cell viability and morphology, as well as fungal cell protection against mechanical damage. In its outermost portion, glycosylated molecules anchor and are involved in important biological functions related to virulence and pathogenicity, as well as represents a significant source of antigens. Histoplasma capsulatum also has the ability to perform extracellular antigen secretion and such immunogenic macromolecules are produced during its development, eliciting host humoral and cellular immune responses. Although they are used in diagnostic tests, their role in pathogenicity is not well established. Since the importance that these molecules present in this fungal species, this work aimed to chemically characterize the antigens extracted from the cell wall and culture filtrate of H. capsulatum yeasts, assessing the possible involvement of these antigens in modulating host immune response. Our results showed that the crude peptidopolysaccharide cell wall extracted H. capsulatum and exoantigens are composed of galactose and mannose, suggesting the formation of a galactomannan. In this work, we analyzed the production of nitric oxide (NO) during infection yeast macrophage H. capsulatum, and the role of crude peptidopolysaccharide and exoantigens this production. Exoantigens of H. capsulatum were able to stimulate greater release of NO by macrophages when compared to the control. We also analyzed the release of cytokines by peritoneal macrophages from C57BL / 6 mice. Stimulation of IL-1β by macrophages after stimulation by both molecules and IL-10 was proven by exoantigens. “In vivo” experiments allowed the observasion that both molecules stimulate the release of NO as compared to animals infected solely with H. capsulatum, and stimulate the release of IL-4, IL-6 and IL-10. The results suggest that both molecules exacerbate the infection in the murine host. Therefore studies on crude peptidopolysaccharide and exoantigens are important as they may contribute to the knowledge of the possible mechanisms involved in pathogenic fungus and its host interaction.
-
1
105
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE

Contexto

MICROBIOLOGIA
MICOLOGIA
Análises Bioquímica e Funcional de Antígenos de Parede Celular e Exoantígenos de Histoplasma capsulatum

Banca Examinadora

MARCIA RIBEIRO PINTO DA SILVA
Não
Nome Categoria
RENATA OLIVEIRA DA ROCHA CALIXTO Participante Externo
ELISABETH MARTINS DA SILVA DA ROCHA Participante Externo
JULIAN ESTEBAN MUNOZ HENAO Participante Externo

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP - Programa de Demanda Social 16

Vínculo

-
-
-
Sim