Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE
Ciência e Saúde Animal (24009016011P0)
PARASITOSES GASTRINTESTINAIS E CARACTERIZAÇÃO DO TRÂNSITO DE CAPRINOS E OVINOS COMERCIALIZADOS NA FEIRA DE ANIMAIS DE TABIRA, SERTÃO DE PERNAMBUCO
CLECIO HENRIQUE LIMEIRA
DISSERTAÇÃO
26/02/2015

Devido às características da produção de pequenos ruminantes no Nordeste brasileiro, muitos produtores utilizam a venda de animais vivos em feiras livres como a principal via de comercialização de seus animais. Embora contribuam para o desenvolvimento econômico e social, essas feiras tornam-se facilitadoras no processo de transmissão e disseminação de doenças parasitárias e infecciosas, por meio do grande fluxo de animais, pessoas e fômites contaminados. Nesse sentido, o objetivo deste trabalho foi verificar a ocorrência de parasitismo gastrintestinal e caracterizar o trânsito de caprinos e ovinos comercializados na feira de animais de Tabira, Sertão de Pernambuco. Ao todo, foram coletadas amostras de fezes e sangue de 84 caprinos e 92 ovinos comercializados entre os meses de novembro de 2014 e janeiro de 2015. Os caprinos apresentaram frequência de 70,24% e os ovinos 78,26% de animais positivos na contagem de ovos por grama de fezes (OPG). As fêmeas caprinas (75,44%) e os machos ovinos (82,93%) adultos foram mais acometidos. Os caprinos apresentaram maior média de OPG (6.804), maior proporção de anemia (40,68%) e maiores níveis de infecção pesada (11,87%) e fatal (20,35) em comparação aos ovinos. Ao analisar a origem dos animais, observou-se que os provenientes de outros estados demostraram serem mais acometidos. Na coprocultura, foi verificado que larvas de Haemonchus sp. são as mais frequentes, tanto em caprinos (90,34%), quanto em ovinos (91,87%). Quanto ao trânsito, durante o ano de 2014, a feira recebeu 76.426 caprinos e ovinos provenientes de três estados, Pernambuco (56,67%), Bahia (37,78%) e Paraíba (5,46%). Com relação à saída, os animais tiveram os estados de Pernambuco (78,10%) e Paraíba (20,20%) como principais destinos. Os meses com maior e menor movimento de caprinos e ovinos na feira foram abril (7.608 animais) e outubro (5.123 animais), respectivamente. As Guias de Trânsito Animal (GTA) com as finalidades engorda e abate representaram 98,88% do total de guias de saída emitidas. A feira de animais de Tabira/PE representa um local de potencial risco para a disseminação de doenças parasitarias e infecciosas de caprinos e ovinos, sendo necessária uma vigilância eficiente sobre os animais que entram e saem do recinto, a fim evitar a transmissão e o alastramento de doenças.

Pequenos ruminantes, doenças parasitárias, trânsito animal, OPG, Haemonchus sp.
Due to the characteristics of small ruminant production in the Brazilian Northeast, many producers use the sale of live animals in free fairs as the main way of market of their animals. Although they contribute to the economic and social development, these fairs become facilitators in the process of transmission and spread of parasitic and infectious diseases, through the large influx of animals, people and contaminated fomites. In this sense, the aim of this study was to verify the occurrence of gastrointestinal parasitism and to characterize the movement of caprine and ovine commercialized at the animals fair in Tabira, Sertão of Pernambuco. However, samples were collected from feces and blood of 84 caprine and 92 ovine commercialized between the months of November 2014 and January 2015. The caprine had a frequency of 70,24% and the ovine 78,26% of positive animals in the egg count per gram of feces (EPG). The female caprines (75,44%) and the male ovines (82,93%) adults were most affected. The caprine had higher average of EPG (6,804), a higher proportion of anemia (40,68%) and higher levels of heavy infection (11,87%) and fatal (20,35) compared to ovines. By analyzing the origin of the animals, it was observed that those from other states demonstrated to be most affected. In coproculture, it was observed that larvae of Haemonchus sp. are the most common, both in caprines (90,34%) and in ovines (91,87%). As to the movement, during the year 2014, the fair received 76,426 caprines and ovines from three states, Pernambuco (56,67%), Bahia (37,78%) and Paraíba (5,46%). Regarding the output, the animals had the states of Pernambuco (78,10%) and Paraíba (20,20%) as the main destinations. The months with higher and lower movement of caprines and ovines at the fair were April (7,608 animals) and October (5,123 animals), respectively. The Animal Transit Guides - GTA - with the purposes fattening and slaughter represented 98,88% of the total issued output guides. The animal fair of Tabira/Pernambuco represents a potential risk place for the spread of parasitic and infectious diseases of caprines and ovines, requiring an efficient monitoring on animals that enter and leave the room in order to prevent the transmission and spread diseases.
Small ruminants, parasitic diseases, animal movement, EPG, Haemonchus sp.
1
59
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

SAÚDE, PRODUÇÃO E NUTRIÇÃO ANIMAL
EPIDEMIOLOGIA E CONTROLE DAS DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS
Parasitoses gastrintestinais de caprinos e ovinos comercializados em feiras livres no sertão de Pernambuco: fatores de risco e avaliação do grau Famacha

Banca Examinadora

ANA CELIA RODRIGUES ATHAYDE
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
VINICIUS LONGO RIBEIRO VILELA Participante Externo
CLEBERT JOSE ALVES Docente - PERMANENTE

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP - Programa de Demanda Social 24

Vínculo

Servidor Público
Empresa Pública ou Estatal
Outros
Sim