Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO
CIÊNCIAS DA SAÚDE (50001019009P9)
“AVALIAÇÃO ECO-EPIDEMIOLÓGICA DA AEROBIOLOGIA FÚNGICA EM ACERVOS BIBLIOGRÁFICOS DE CUIABÁ E VÁRZEA GRANDE: IMPACTO NA SAÚDE HUMANA E OCUPACIONAL”
DINIZ PEREIRA LEITE JUNIOR
TESE
24/04/2015

Ambientes internos favorecem riscos para a saúde incluindo alergias, infecções e toxicidade. A conjunção de vários fatores de natureza física (temperatura, luz, umidade), química (respiração, acidez, oxidação da celulose) e biológica (ácaros, fungos, bactérias e vírus) influencia na capacidade ocasionando danos aos acervos bibliográficos. A adoção de medidas de conservação, como a higienização, torna-se imprescindível para evitar riscos de contaminação por agentes nocivos à saúde. O objetivo deste trabalho foi investigar a presença de fungos em ambientes internos de sete bibliotecas públicas e privadas em Cuiabá e Várzea Grande-MT e seu impacto na saúde ocupacional. De 332 amostras de poeira coletadas por três técnicas: impactador/amostrador de ar (2.229/12,3%), exposição em placas (6.578/25,1%) e swab estéril (16.387/62,6%) foram isoladas 26.194 UFC’s e identificadas 183 espécies fúngicas. Destas, 157 foram micelianas e 26 leveduriformes, totalizando 53 taxas, sendo (43/81,1%) gêneros micelianos e (10/18,9%) leveduriformes. O gênero Aspergillus (10.628/40,6%) foi um dos principais fungos presentes no ar em ambientes internos. Aspergillus niger (3.219/12,3%) foi identificado como sendo a espécie mais prevalente nos ambientes literários, seguido de Cryptococcus spp (1.865/7,1%) e Cladosporium cladosporioides (1.825/7,0%). Quanto à distribuição sazonal, os propágulos fúngicos foram mais frequentemente isolados no período seco/estiagem (14.132/54%) em comparação com o período úmido/chuvoso (12.062/46%). Dentre os dois períodos climáticos houve predomínio dos seguintes gêneros: Aspergillus spp, Rhodotorula spp, Cladosporium spp, Cryptococcus spp, Fusarium spp, Penicillium spp, Paecilomyces spp, Curvularia spp, Alternaria spp, Trichoderma spp, Rhizopus spp, Aureobasidium spp, Chrysonilia sitophila, Mucor spp, Candida spp. A temperatura foi considerada um agravante na proliferação fúngica nestes estabelecimentos. Os ambientes avaliados apresentaram substratos adequados na forma de livros e documentos associados à poeira e umidade dos condicionadores de ar. Uma diversidade e elevada frequência de fungos anemófilos foi observada. Este fato assume relevância devido a estes ambientes abrigarem funcionários expostos constantemente aos microrganismos identificados. Estes achados trazem à luz a questão de minimizar o risco de exposição aos microfocos de agentes fúngicos patogênicos e toxigênicos em acervos bibliográficos.

Saúde ocupacional, fungos, acervos bibliográficos, Mato Grosso.
Indoor favor health risks including allergies, infections and toxicity. The conjunction of several factors Physical (temperature, light, humidity), chemical (breathing, acidity, oxidation of cellulose) and biological (mites, fungi, bacteria and viruses) influences the ability causing damage to library collections. The adoption of conservation measures, such as hygiene, it is essential to prevent contamination by harmful agents to health. The objective of this study was to investigate the presence of fungi in indoor environments in seven public and private libraries in Cuiabá and Várzea Grande-MT and its impact on occupational health. 332 dust samples collected by three techniques: impactor/air sampler (2,229/12.3%), exposure plating (6,578/25.1%) and sterile swab (16,387/62.6%) were isolated 26,194 UFC's and identified 183 fungal species. Of these, 157 were micelianas and 26 yeast, totaling 53 rates, and (43/81.1%) and mycelial genres (10/18.9%) yeast. The genus Aspergillus (10,628/40.6%) was one of the main fungi present in indoor air. Aspergillus niger (3,219/12.3%) was identified as the most prevalent species in literary environments, followed by Cryptococcus spp. (1,865/7.1%) and Cladosporium cladosporioides (1,825/7.0%). In regard to seasonal distribution, fungal propagules were more frequently isolated in the dry season/drought (14 132/54%) compared to the wet season/rainy (12,062/46%). In regard to seasonal distribution, fungal propagules were more frequently isolated in the dry season/drought (14,132/54%) compared to the wet season/rainy (12,062/46%). Of the two climatic periods predominated of the following genera: Aspergillus spp, Rhodotorula spp, Cladosporium spp, Cryptococcus, Fusarium spp, Penicillium spp, Paecilomyces spp, Curvularia spp, Alternaria spp, Trichoderma spp, Rhizopus, Aureobasidium spp, Chrysonilia sitophila, Mucor spp, Candida spp. The temperature was considered an aggravating factor in fungal proliferation in these establishments. The evaluated environments suitable substrates presented in the form of books and documents associated with dust and moisture from the air conditioners. Diversity and high frequency of airborne fungi was observed. This fact is relevant because of these environments shelter staff constantly exposed to microrganism identified. These findings shed light on the issue of minimizing the risk of exposure to pathogenic and toxigenic microfocus fungal agents in library collections.
Occupational Health, fungi, library collections, Mato Grosso.
01
192
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS
INFECÇÕES FUNGICAS DE INTERESSE EM MEDICINA HUMANA E VETERINÁRIA
CARACTERIZAÇÃO FENOTÍPICA, GENOTÍPICA E ASPECTOS ECOLÓGICOS DE LEVEDURAS DO GÊNERO TRICHOSPORON ASSOCIADOS À EPIDEMIOLOGIA E FATORES DE VIRULÊNCIA

Banca Examinadora

ROSANE CHRISTINE HAHN
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
CLAUDETE RODRIGUES PAULA Participante Externo
ANDRE GASPARETTO Participante Externo
LUCIANO NAKAZATO Participante Externo
VALERIA DUTRA Docente - PERMANENTE
RENATA DEZENGRINI SLHESSARENKO Docente - COLABORADOR

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP - Programa de Demanda Social 46

Vínculo

CLT
Instituição de Ensino e Pesquisa
Ensino e Pesquisa
Sim