Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE
LETRAS (23002018004P7)
Transculturalidade em solo sertanejo: aspectos da brasilidade no romance A Casa
SERGIO WELLINGTON FREIRE CHAVES
DISSERTAÇÃO
18/12/2012

A literatura pode ser observada, também, como uma constante revisitação à cultura; portanto, à sociedade e tudo o que a constitui. Por meio da obra A Casa, da escritora cearense Natércia Campos, buscamos tratar da composição cultural na formação do povo sertanejo, pois é ele exemplo singular do elo transcultura luso-afro-brasileiro, mestiçagem da qual trataremos. No Brasil, para alcançarmos uma identidade nacional e cultural, primeiro incidimos por um processo de transculturação, no qual o hibridismo se deu de maneira tão intensa, que marcou por inteiro os novos povos, os filhos mestiços das terras brasis após 1500, surgindo uma miscelânea cultural nas terras sul-americanas a qual se convencionou chamar de brasilidade; partindo da transculturalidade verificada na ficção narteciana, buscamos refletir sobre a questão em nível de sertão, elevando a discussão, não raramente, à condição nacional. Concluímos, ao final, que a cultura sertaneja é transcultural, resultando do mesmo processo ocorrido em todo o restante solo brasileiro e que a sociedade é, obrigatoriamente, o coletivo que guardeia a cultura; revitalizando-a e repassando-a incansavelmente. Desejamos, com este estudo, desmistificar a famigerada estereotipia do sertanejo isolacionista e inferior, propagado pela sociedade sulista brasileira ao longo da história; pondo-o no devido local, como povo que, embora com especificidades, como qualquer outro, é e compõe a macro etnia cultural que constitui o ser social brasileiro.

Literatura. Transculturalidade. Identidade.
The literature can be seen also as a constant revisiting the culture, so to society and all that is. Through the work A Casa, writer of Ceará Natércia Campos, seek to address the cultural composition in shaping people's backcountry because it is singular example of the link transcultural african-luso-brazilian miscegenation which treat. In Brazil, to reach a national and cultural identity, first we focus on a process of transculturation, in which hybridity took so intensely, that marked a whole new people, the children of mixed race Brazils lands after 1500, creating a hodgepodge cultural lands in south America which is conventionally called brazilianness; starting from transculturality narteciana checked in fiction, we reflect on the issue-level interior, bringing the discussion, not infrequently, the national condition. We concluded in the end that country culture is transcultural, resulting from the same process occurred throughout the remainder Brazilian soil and that society is, necessarily, that the collective guardeia culture, revitalizing it and passing it tirelessly. We hope, with this study, demystify the infamous stereotype of countryman and less isolationist, propagated by the southern Brazilian society throughout history, putting it into place, as people who, though with specifics, like any other, and is composing the macro cultural ethnicity that is the social being Brazilian.
Literature. Transculturality. Identity
1
104
PORTUGUES
UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE
O trabalho não possui divulgação autorizada

Contexto

ESTUDOS DO DISCURSO E DO TEXTO
DISCURSO, MEMÓRIA E IDENTIDADE
Discurso narrativo e representação social na Literatura Brasileira

Banca Examinadora

MANOEL FREIRE RODRIGUES
Sim
Nome Categoria
RONIE RODRIGUES DA SILVA Docente
SEBASTIAO MARQUES CARDOSO Docente
LIDUINA MARIA VIEIRA FERNANDES Participante Externo

Vínculo

CLT
Empresa Pública ou Estatal
Ensino e Pesquisa
Sim