Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE
LETRAS (23002018004P7)
Dôra, Doralina: caminhos e percalços de sua travessia
MARIA EVEUMA DE OLIVEIRA
DISSERTAÇÃO
18/02/2013

Nesta dissertação mostramos, na obra Dôra, Doralina (1975), de Rachel de Queiroz, como a personagem Maria das Dores constrói sua identidade ao longo da narrativa, analisando através do deslocamento da personagem principal, essa construção. Também buscamos mostrar que a dimensão simbólica do indivíduo, em muitos casos, assume grande importância na decisão de retornar para um lugar que é somente seu. Algumas pessoas mantém seu trajeto em uma única linha, conservando a mesma identidade a vida toda, outras vão mudando de linhas em determinados tempos, compondo suas singularidades e conhecendo outras maneiras de estar no mundo. Na leitura pretendida, optamos pelos conceitos e perspectivas teóricas formuladas pelos estudos culturais para realizar uma análise crítica da obra. É nosso propósito mostrar como protagonista constrói sua identidade ao longo da narrativa. Destacando também como esta retorna para fazenda, não mais como senhorinha de outrora, mas sim, como Senhora, de tudo. No romance Dôra, Doralina a narrativa funciona como um guia que leva a personagem principal para o reencontro com uma paisagem que relembra a infância, um possível resgate de sua história, do seu passado. Concluímos, ao final, que o retorno da heroína para casa, comprova que ela é consciente de suas conquistas, mas “aprende a viver” no mundo em que fora lançada. A rua autentica sua maturidade, mas não a desvincula de suas raízes. Desejamos, com este estudo, contribuir para os debates e pesquisas futuras sobre este tema e obra em estudo.

Dôra, Doralina; Andarilho; Retorno.
In this dissertation we show, in the literary work Dora, Doralina (1975), by Rachel de Queiroz, how the character Maria das Dores builds up her identity throughout the narrative, analyzing through the displacement of the main character, how such construction takes place. We also intend to show that the individual‟s symbolic dimension, in many cases, plays an important role in the decision of coming back to a place that is all theirs. Some people follow a single line, keeping the same identity for their whole life, others change their lines at given moments, developing their uniqueness and finding new ways of being in the world. In the intended reading, we have opted for concepts and theoretical perspectives formulated by cultural studies to make a critical analysis of the literary work. We intend to show how the protagonist builds up her identity throughout the narrative, highlighting also how she returns to the farm, not as the little lady of yore, but as the Lady, owner of everything. In the Dôra, Doralina novel, the narrative guides the main character back to a place which brings her childhood memories, a possible ransom of her history, of her past. We conclude that, at the end, the return of the heroine to her home proves that she is aware of her achievements, but “learns to live” in the world to which she was introduced. The streets authenticate her maturity, without cutting off her roots. With this work, we wish to make a contribution for the debates and future researches on this matter and the studied literary work.
Dôra, Doralina; walker; return.
1
131
PORTUGUES
UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE
O trabalho não possui divulgação autorizada

Contexto

ESTUDOS DO DISCURSO E DO TEXTO
DISCURSO, MEMÓRIA E IDENTIDADE
Discurso narrativo e representação social na Literatura Brasileira

Banca Examinadora

MANOEL FREIRE RODRIGUES
Sim
Nome Categoria
JOSE VILIAN MANGUEIRA Docente
MARIA EDILEUZA DA COSTA Docente
ROSILDA ALVES BEZERRA Participante Externo

Vínculo

Servidor Público
Instituição de Ensino e Pesquisa
Ensino e Pesquisa
Sim