Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO
CIÊNCIAS SOCIAIS EM DESENVOLVIMENTO, AGRICULTURA E SOCIEDADE (31002013007P9)
COMIDA, CARISMA E PRAZER: UM ESTUDO SOBRE A CONSTITUIÇÃO DO SLOW FOOD NO BRASIL
DANIEL COELHO DE OLIVEIRA
TESE
30/04/2014

O Slow Food é um movimento de origem italiana, constituído oficialmente em 1986, após os protestos contra a abertura de um restaurante do McDonald’s na famosa Piazza di Spagna, em Roma. Mas somente em 1989, intelectuais de 15 países lançaram o Manifesto Fundador do movimento em Paris. O Slow Food se configura dentro de um conjunto de movimentos sociais que questionam a lógica do sistema agroalimentar contemporâneo. Enfatiza alternativas ao processo de racionalização e padronização alimentar por considerar que este, baseado na produtividade a qualquer custo, resulta na perda da naturalidade e do sabor do alimento. Neste sentido, o Slow Food inclui a crítica estética e valoriza o prazer hedonista que tinha ficado em segundo plano nas tradicionais críticas éticas ao sistema agroalimentar que, até então, se concentravam nos aspectos da saúde, meio ambiente e justiça social. No entanto, a trajetória e o amadurecimento do Slow Food o levaram à incorporação dos valores “limpo” e “justo”, aproximando-o dos “velhos” movimentos. A principal questão investigada nesta tese é se o Slow Food, que em sua origem concentrava atenção no prazer alimentar, estaria se afastando do aspecto hedonista. Além disso, procura-se entender a trajetória do movimento e a especificidade do mesmo ao se constituir em território brasileiro. A Tese busca responder estas questões a partir de uma pesquisa empírica baseada em análise documental, observação participante em eventos e entrevistas com membros do Slow Food Brasil. Os resultados da pesquisa demonstram que o Slow Food possui uma ética que mistura características hedonistas e ascéticas. Assim, o estilo de se alimentar e os discursos de seus membros carregam em seu interior uma tensão entre as duas. Encontramos uma associação direta entre o Slow Food e as práticas religiosas. Eventos como o “Terra Madre”, realizado em Turim, Itália, fazem com que os membros atuem como “fiéis”, e a assembleia se configure como um culto, semelhante às práticas adotadas por algumas denominações religiosas. Observou-se, também, que a incorporação dos valores “limpo” e “justo” está intimamente relacionada ao processo de ambientalização e politização do consumo. Por último, foi abordada a relação entre diferentes atores dentro do Slow Food, em especial, o diálogo entre Chefs de cozinha e pequenos agricultores.

Slow Food; Ética; Consumo; Comida; Evangelização
Slow Food is a movement of Italian descent, officially formed in 1986 after protests against the opening of a McDonald's restaurant in the famous Piazza di Spagna in Rome. But only in 1989, intellectuals from 15 countries launched the Manifesto Founder of the movement in Paris. Slow Food is configured within a set of social movements that challenge the logic of the contemporary agrofood system. Emphasizes alternatives to rationalization and food standardization process for considering this, based on productivity at any cost, results in loss of naturalness and flavor of the food. In this sense, the Slow Food includes aesthetic criticism and values the hedonistic pleasure that had stayed in the background in the traditional ethical critiques to the agrofood system that, so far, focused on the aspects of health, environment and social justice. However, the trajectory of the movement and its maturation led to the incorporation of "clean" and "fair" values, approaching that of the "old" movements. The main question investigated in this thesis is whether Slow Food, which in its origin focused attention on eating pleasure, would be moving away from the hedonistic aspect. Furthermore, it tries to understand the trajectory of the movement and its specificity when constituting itself in Brazilian territory. The thesis seeks to answer these questions from an empirical research based on documentary analysis, participant observation in Slow Foord’s events and interviews with members of Slow Food Brazil. The survey results demonstrate that Slow Food has an ethics that mixes characteristics hedonistic and ascetic. Thus, the style of feed and the members’ discourses carry inside a tension between both. We found a direct association between Slow Food and religious practices. Events like "Terra Madre", held in Turin, Italy, make members act as "faithful", and the assembly was set up as a cult, similar to practices adopted by some religious denominations. It was also observed that the incorporation of "clean" and "fair" values is closely related to the process of greening and politicization of consumption. Lastly, the thesis addressed the relationship between different actors within the Slow Food movement, in particular, the dialogue between Chefs and small farmers.
Slow Food; Brazil; Food; Religion
1
225
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

DESENVOLVIMENTO, AGRICULTURA E SOCIEDADE
INSTITUIÇÕES, MERCADO E REGULAÇÃO
Nutrition Sensitive Agriculture - a pillar of improved nutrition and better help

Banca Examinadora

MARIA DE FÁTIMA FERREIRA PORTILHO
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
RENATA MENASCHE Participante Externo
JOHN WILKINSON Docente - PERMANENTE
LIVIA MARTINS PINHEIRO NEVES Participante Externo
ALEXANDRE BRASIL CARVALHO DA FONSECA Participante Externo
MARIA DE FÁTIMA FERREIRA PORTILHO Docente - PERMANENTE

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP - Programa de Demanda Social 44

Vínculo

Servidor Público
Instituição de Ensino e Pesquisa
Ensino e Pesquisa
Sim