Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
MEDICINA (HEMATOLOGIA) (33009015015P1)
TROMBOSE VENOSA CEREBRAL - ASPECTOS EPIDEMIOLÓGICOS E AVALIAÇÃO DE POLIMORFISMOS DOS GENES DAS CADEIAS ALFA E GAMA DO FIBRINOGÊNIO
RODRIGO VAEZ
DISSERTAÇÃO
28/05/2014

Introdução: a trombose venosa cerebral (TVC) é uma doença pouco frequente, com amplo espectro de manifestações clínicas e com seus fatores de risco ainda não totalmente elucidados. Objetivos: conduziu-se estudo de caso-controle com os seguintes objetivos: (1) descrever os aspectos epidemiológicos de pacientes com TVC; (2) avaliar se alguns polimorfismos do gene do fibrinogênio são fatores de risco de TVC e de trombose venosa profunda (TVP) de membros inferiores e/ou embolia pulmonar (EP), se estão em desequilíbrio de ligação (DL) na população de estudo e se influenciam o nível plasmático de fibrinogênio em controles saudáveis. Material e Métodos: foram avaliados 88 pacientes com TVC, 194 pacientes com primeiro evento de TVP de membros inferiores e/ou EP e 241 indivíduos saudáveis. Foram investigados os polimorfismos 6534A>G do FGA, 10034C>T do FGG, 1691G>A do F5 e 20210G>A do F2. Resultados: entre os pacientes com TVC houve predomínio de mulheres (82%) com idade mediana de 32 anos, o sintoma mais comum foi a cefaléia (88%) e os seios transversos foram os locais mais frequentemente acometidos (66%). A presença do alelo raro dos polimorfismos 6534A>G do FGA e 10034C>T do FGG não se comportou como fator de risco de TVC. Nos pacientes com TVP de membros inferiores e/ou EP espontânea ou associada ao uso de contraceptivo oral (CO), a presença do alelo raro dos polimorfismos 6534A>G do FGA (OR = 1,9; IC 95% 1,1 - 3,1) e 10034C>T do FGG (OR = 1,7; IC 95% 1,1 - 2,8) comportou-se como fator de risco de trombose venosa. Ambos os polimorfismos encontram-se em forte DL na população estudada (D’ = 0,866, LOD = 84,33 e r2 = 0,538). Não houve diferença no nível plasmático do fibrinogênio de indivíduos saudáveis entre os genótipos tanto do polimorfismo 6534A>G do FGA quanto do 10034C>T do FGG. Conclusões: entre os pacientes com TVC houve predomínio de mulheres jovens, na terceira década de vida e expostas na sua maioria ao uso de CO; a cefaleia foi a manifestação clínica mais comum. Em comparação ao grupo controle, os polimorfismos 10034C>T do FGG e 6534A>G do FGA não se associaram à TVC. Em comparação ao grupo controle, os polimorfismos 10034C>T do FGG e 6534A>G do FGA se associaram somente a eventos de TVP de membros inferiores e/ou de EP espontâneos ou desencadeados pelo uso de CO. Os polimorfismos 10034C>T do FGG e 6534A>G do FGA apresentaram-se em forte DL em controles e pacientes com trombose venosa. Os polimorfismos 10034C>T do FGG e 6534A>G do FGA não influenciaram o nível plasmático de fibrinogênio em controles saudáveis.

trombose venosa cerebral, epidemiologia, polimorfismos, cadeia alfa e cadeia gama, gene do fibrinogênio.
Background: cerebral venous thrombosis (CVT) is an uncommon disease with a wide spectrum of clinical manifestations and their risk factors not yet fully elucidated. Objectives: we conducted a case-control study with the following objectives: (1) to describe the epidemiological characteristics of patients with CVT; (2) assess whether some of the fibrinogen gene polymorphisms are risk factors for deep vein thrombosis (DVT) of lower limbs and/or pulmonary embolism (PE), if they are in linkage disequilibrium (LD) in the study population and if these polymorphisms influence plasma fibrinogen levels in healthy controls. Patients and methods: we evaluated 88 patients with CVT, 194 patients with first event of lower limbs DVT and/or PE and 241 healthy individuals. Polymorphisms 6534A>G FGA, 10034C>T FGG, 1691G>A F5 and 20210G>A F2 were investigated. Results: among patients with CVT there was a predominance of women (82%) with a median age of 32 years, the most common symptom was headache (88%) and transverse sinuses were the most frequently affected sites (66%). The presence of the rare allele polymorphism 6534A>G FGA and 10034C>T FGG did not behave as a risk factor for CVT. In patients with spontaneous DVT of the lower limbs and/or PE or associated with oral contraceptive (OC), the presence of the rare allele polymorphism 6534A>G FGA (OR = 1,9; 95% CI 1,1 - 3,1) and 10034C>T FGG (OR = 1,7; 95% CI 1,1 - 2,8) behaved as a risk factor of venous thrombosis. Both polymorphisms are in strong LD in the studied population (D' = 0,866; LOD = 84,33 and r2 = 0,538). There was no difference in plasma levels of fibrinogen in healthy individuals between the genotypes of polymorphisms 6534A>G FGA and 10034C>T FGG. Conclusion: among patients with CVT there was a predominance of young women in the third decade of life and mostly exposed to the use of OC, headache was the most common clinical manifestation. Compared to the control group, the polymorphisms 10034C>T FGG and 6534A>G FGA were not risk factors for CVT. Compared to the control group, polymorphisms 10034C>T FGG and 6534A>G FGA were associated only with spontaneous DVT of the lower and/or PE or triggered by the use of OC. Polymorphisms 10034C>T FGG and 6534A>G FGA are in strong LD in control group and in patients with venous thrombosis. Polymorphisms 10034C>T FGG and 6534A>G FGA did not affect plasma fibrinogen levels in healthy controls.
Cerebral venous thrombosis, epidemiology, polymorphisms, alpha chain and gamma chain, fibrinogen gene.
01
113
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
O trabalho não possui divulgação autorizada

Contexto

HEMOSTASIA E TROMBOSE
ESTUDO ETIOLÓGICO DAS DOENCAS TROMBÓTICAS
ESTUDO DE FATORES DE RISCO GENÉTICOS E ADQUIRIDOS DAS DOENÇAS TROMBÓTICAS

Banca Examinadora

VANIA MARIS MORELLI
DOCENTE - VISITANTE
Não
Nome Categoria
DANIEL DIAS RIBEIRO Participante Externo
ERICH VINICIUS DE PAULA Participante Externo
PAULA RIBEIRO VILLACA Participante Externo

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP - Programa de Excelência Acadêmica 24

Vínculo

CLT
Empresa Privada
Ensino e Pesquisa
Sim