Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO
CIÊNCIAS SOCIAIS EM DESENVOLVIMENTO, AGRICULTURA E SOCIEDADE (31002013007P9)
SUSTENTABILIDADE NAS PRÁTICAS DE CONSUMO DA “NOVA CLASSE MÉDIA” CARIOCA
IZABELLE FERNANDA SILVEIRA VIEIRA
DISSERTAÇÃO
04/06/2014

Nos últimos anos, o Brasil vem apresentando uma significativa alteração em sua composição socioeconômica, na qual camadas mais pobres da população passaram a ter um incremento da renda. A melhoria nas condições socioeconômicas deste contingente populacional representa uma profunda alteração social, com implicações nos padrões e níveis de consumo da sociedade brasileira. Este fenômeno ocorre em um cenário onde problemas ambientais ganham notoriedade pública e o discurso que preconiza a responsabilidade do Estado, das empresas e das organizações não-governamentais em solucioná-los passa a incluir o papel do indivíduo em suas práticas cotidianas, inclusive de consumo. A partir de exemplos reais de sujeitos que compõe o fenômeno de acessão das camadas populares brasileiras, buscou-se investigar se e como esses sujeitos se posicionam, sobretudo em relação aos seus hábitos de consumo, frente à nova moralidade estabelecida pelo discurso do consumo sustentável. Os investigados foram selecionados mediante os critérios de renda, ocupação e potencial de consumo. A investigação contou com os métodos de observação participante e entrevistas individuais em profundidade e foi realizada com quatro unidades domiciliares situadas no bairro de Jacarepaguá, na cidade do Rio de Janeiro/RJ. Foram tomados por base os comportamentos de consumo sustentável preconizados por instituições que, em tese, representassem os três setores da sociedade (Estado, mercado e sociedade civil). O estudo revelou que tais comportamentos se confrontam com as concepções que os sujeitos possuem do que vem a ser normalidade, especialmente no que tange à limpeza, ao conforto, à praticidade e à dedicação para com a família. Somados, tais fatores prefiguram-se como primordiais e limitam a adoção dos comportamentos individuais tidos como sustentáveis.

Nova classe média, sustentabilidade e consumo
In recent years, Brazil has had a significant change in their socio-economic composition, in which the poorest layers of the population now have an increase in income. The improvement in socioeconomic conditions of this population group represents a profound social change, with implications for patterns and consumption levels of Brazilian society. This phenomenon occurs in a scenario where environmental problems gain public notoriety and speech that advocates the responsibility of the State, enterprises and non-governmental organizations (NGOs) in solving them shall include the individual's role in their daily practices, including consuming practices. From real examples of subjects that make up the phenomenon of the rise of popular Brazilian layers, we sought to investigate whether and how these subjects are positioned, particularly in relation to their consumption habits, opposite the new morality established by the discourse of sustainable consumption. The subjects were selected by the criteria of income, occupations and consumption potential. Research methods included participant observation and in depth interviews and was conducted with four housing units located in the Jacarepaguá neighborhood, in the city of Rio de Janeiro (RJ). It were taken based on the behaviors of sustainable consumption recommended by an institution that, in theory, represent the three sectors of society (state, market and civil society). The study revealed that these behaviors confront the conceptions of the subject that have come to be normal, especially in regard to cleanliness, to comfort, practicality and dedication to family. Together, these factors prefigure as primordial and limit the adoption of individual actions as sustainable
New middle class, sustainability, consumptiom
1
191
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

DESENVOLVIMENTO, AGRICULTURA E SOCIEDADE
INSTITUIÇÕES, MERCADO E REGULAÇÃO
CONSUMO E MEIO AMBIENTE

Banca Examinadora

MARIA DE FÁTIMA FERREIRA PORTILHO
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
HELENA MARIA BOMENY GARCHET Participante Externo
CELSO SANCHEZ PEREIRA Participante Externo
MARIA DE FÁTIMA FERREIRA PORTILHO Docente - PERMANENTE

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP - Programa de Demanda Social 24

Vínculo

CLT
Instituição de Ensino e Pesquisa
Ensino e Pesquisa
Sim