Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
CIÊNCIAS SOCIAIS (33009015073P1)
José de Alencar e a escravidão: necessidade nacional e benfeitoria senhorial.
JOYCE NATHALIA DE SOUZA TRINDADE
DISSERTAÇÃO
17/09/2014

Esta pesquisa tem como ponto central fazer uma análise da teoria política arquitetada por José de Alencar dando atenção especial ao que ele ponderou acerca da escravidão. Antiabolicionista convicto, Alencar pautou suas concepções pró-escravidão dentro de um contexto histórico de transição em que o Brasil procurava se estabelecer na ordem moderna dos países independentes. Investigar alguns dos fatores que propiciaram o posicionamento favorável à manutenção da escravidão por parte de José de Alencar é o principal objetivo deste estudo. A temática da escravidão é um exemplo das mais candentes questões públicas de seu tempo, sobre as quais o político cearense ocupou-se em refletir e demarcar posicionamentos. O sistema representativo, a Guerra do Paraguai, o uso do poder moderador também foram temas sobre os quais Alencar discorreu. Seu envolvimento em debates produziu polêmicas que se tornaram célebres, tendo encontrado interlocutores em personalidades tais como Joaquim Nabuco e Dom Pedro II. No período de 1857-1873 Alencar desenvolve seus escritos políticos de maturidade, a exemplo de “O Sistema Representativo”, de 1868, ano em que o autor se torna Ministro da Justiça. As fontes de pesquisa são essencialmente escritos políticos tais como livros, discursos, cartas, tendo como referência a compreensão de que esses registros estão conectados de forma a produzir um programa político coerente e integral, uma vez que Alencar, além de autor, também era um ator político.

José de Alencar;escravidão;pensamento social
This research has as central point make an analysis of the political theory architected by José de Alencar giving special attention to what he weighed about slavery. Alencar and his slavery believes were within a historical context of transition in which Brazil sought to settle in modern order of independent countries. Investigate some of thefactors that led to the positioning in favour of maintaining slavery by José de Alencar is the main objective of this study. The theme of slavery is an example of the most urgent public issues of his time, on which the politician cearense occupied himself in reflecting and demarcate placements. The representative system, the Paraguay war, the use of power moderator were also subjects that Alencar spoke. His involvement in debates produced polemics that have become famous, having found interlocutors in personalities such as Joaquim Nabuco and Dom Pedro II. In the period 1857- 1873 Alencar developshis writings of political maturity, the example of "Representative system", in 1868, the year in which the author becomes Minister of Justice. The sources are essentially political writings such as books, speeches, letters, with reference to the understanding that these records are connected in order to produce a coherent and integral political programme, since in addition to author, Alencar, was also a political actor.
José de Alencar;slavery;social thought
1
124
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

CIÊNCIAS SOCIAIS
PENSAMENTO POLÍTICO E SOCIAL, ESTADO E AÇÃO COLETIVA
Caminhos para o Brasil moderno: questão rural, direitos e regionalismo

Banca Examinadora

GABRIELA NUNES FERREIRA
Não
Nome Categoria
CARLOS HENRIQUE GILENO Participante Externo
ELIDE RUGAI BASTOS Docente

Vínculo

-
-
-
Não