Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA
Estudos Literários (28002016003P4)
IDENTIDADES E INTERSTÍCIOS: VIDAS SECAS, DE GRACILIANO RAMOS E OS MAGROS, DE EUCLIDES NETO.
DEBORA GOUVEIA DE MELO MATEUS
DISSERTAÇÃO
22/08/2013

As propostas ensejadas no corpus desta dissertação buscam identificar elementos que constroem possíveis aproximações estéticas e ideológicas entre os escritores Graciliano Ramos de Oliveira (1892-1953) e Euclides José Teixeira Neto (1925-2000), e os elementos presentes no compósito narrativo dos romances Vidas secas (1938) e Os magros (1961) através do trânsito dos respectivos protagonistas, Fabiano e João. Assim, analisam-se as identidades que se constroem a partir das antinomias patrão-empregado, campo-cidade; o estabelecimento de um liame geograficamente simbólico entre os protagonistas, já que estes se caracterizam como indivíduos antípodas (ou seja, habitantes de regiões geograficamente diferenciadas); examinar os conceitos vigorantes de sertão (no sentido de transfiguração ficcional e antinômica); identificar fenômenos que corroboraram a diáspora, a desterritorialização e o deslocamento de sertanejos de seus rincões; acompanhar a trajetória de (im)potência e exclusão de Fabiano em Vidas secas e de anulação e emblema de João em Os magros. A partir dessas tessituras, refletir sobre questões de identidades constitutivas em ambas as obras e que são reveladas, através do possível entrelaçamento entre os protagonistas supracitados. Espera-se contribuir para a construção da fortuna crítica de Euclides Neto que, pela similaridade estética e ideológica com o cânone de 1930, Graciliano Ramos, permite-nos antever aproximações, uma vez que, como porta-vozes dos abandonados, dos humilhados, dos espoliados e excluídos, são escritores imortalizados através de suas vidas e obras por lutarem pela causa do homem do campo, do sertanejo.

Identidades. Romance social. Interstícios. Vidas secas. Os magros.
Proposals occasioned corpus in this dissertation aimed at identifying elements who build possible aesthetics and ideological approximations among writers Graciliano Ramos de Oliveira (1892-1953) and Euclides José Teixeira Neto (1925-2000), and the elements present in the composite narrative of novels Vidas secas (1938) and Os magros (1961) through the transit of their protagonists, João and Fabiano thus, are analyzed identities that are constructed from the antinomies boss-employee, rural-urban and the establishment of a bond geographically symbolic between the protagonists, since these are characterized as individuals antipodes (namely inhabitants of geographically differentiated); invigorating examine the concepts of backcountry (in the sense of transfiguration fictional and antinomian); identify phenomena that corroborated the diaspora, the dispossession and displacement backwoodsman of their corners; follow the trajectory of powerlessness and exclusion of Fabiano in Vidas secas, and cancellation and emblem of John in Os magros. From these weavings, reflect on issues of identity in both constitutive and novels that are revealed through the possible entanglement between the protagonists mentioned above. Expected to contribute to the construction of the critical Euclides Neto, that the aesthetic and ideological similarity with canon 1930, Graciliano Ramos, allows us to foresee approaches, since, as spokesmen of the abandoned, the humiliated, the dispossessed and excluded, writers are immortalized through their lives and works by fighting for the cause man of the field, the backwoodsman.
Identities. Social novels. Interstices. Vidas secas. Os magros
1
152
PORTUGUES
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

LITERATURA E DIVERSIDADE CULTURAL
LITERATURA, MEMÓRIA E REPRESENTAÇÕES IDENTITÁRIAS
HISTÓRIA DA LITERATURA BAIANA

Banca Examinadora

JORGE DE SOUZA ARAUJO
Sim
Nome Categoria
CLAUDIO CLEDSON NOVAES Docente

Vínculo

-
-
-
Não