Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
SAÚDE COLETIVA (33009015067P1)
Promoção de Atividade Física para Idosos: do diagnóstico à ação
FRANCINI VILELA NOVAIS
TESE
24/10/2014

Objetivo: Este estudo teve como objetivo comparar o efeito de três modelos de intervenção no nível de atividade física de lazer de uma coorte de idosos residentes na região da Vila Clementino no Município de São Paulo. Metodologia: Foram incluídos 142 indivíduos, com 60 anos ou mais, participantes da coorte do Projeto EPIDOSO. Os participantes foram randomizados obedecendo à uma distribuição por sexo e idade e a seguir foram alocados em três grupos: Grupo intervenção mínima – GIM (n = 84), Grupo intervenção com aconselhamento médico – GPM (n = 25) e Grupo intervenção com aconselhamento individual e encaminhamento para equipamentos – GAE (n = 33). O desfecho “atividade física de lazer” foi avaliado por meio da versão longa do “Questionário Internacional de Atividade Física - IPAQ” em quatro momentos: basal (2008/2009), pré-intervenção (2012/2013), pós-intervenção 1 (três meses) e pós-intervenção 2 (6 meses). Para comparações entre os grupos e momentos utilizou-se ANOVA One-Way , qui-quadrado e análise de medidas repetidas com nível de significância de 5%. Resultados: No momento basal, 31% dos avaliados eram fisicamente ativos no lazer, este número se manteve estável por um período de 4 anos apenas com intervenção mínima. Após realizadas as diferentes intervenções, o GAE foi mais efetivo tanto no aumento percentual de indivíduos fisicamente ativos quanto no aumento da média de minutos por semana de atividade comparada aos demais grupos após 3 e 6 meses. Conclusão: Intervenção individualizada de aconselhamento com maior suporte e baseada em estratégia motivacional e encaminhamento para programas é efetiva tanto a curto quanto a longo prazo e aparece como uma estratégia potencialmente eficaz para ser implementada em larga escala, especialmente na atenção primária à saúde.

Atividade Física. Promoção da Saúde. Exercício Físico. Aconselhamento. Envelhecimento. Efetividade de Intervenções. Atenção Primária à Saúde.
Objective: This study compared the effectiveness of three intervention strategies at the leisure-time physical activity level in an older adults cohort that live in the Vila Clementino region in São Paulo city. Methods: In this study 142 subjects with 60 years or older were included, and all from of the cohort EPIDOSO Project. The subjects were randomly assigned, obeying a gender and age distribution, and then divided into three groups: Minimal Intervention Group - GIM (n = 84), Physician Prescription Intervention Group - GPM (n = 25) and Intervention Group with individual counseling and referral to equipment - GAE (n = 33). The outcome "leisure-time physical activity" was evaluated by the long version of the "International Physical Activity Questionnaire - IPAQ" in four periods: baseline (2008/2009), pre-intervention (2012/2013), post-intervention 1 (three months) and post-intervention 2 (6 months). Differences between conditions and times in the groups were assessed with one-way ANOVA, chi-square and repeated measures analysis with a significance level of 5%. Results: 31% of the subjects at baseline were evaluated as physically active during leisure-time, this number has been stable for a period of four years only with minimal intervention. After different interventions were done, the GAE group was more effective in both increasing percentage of physically active individuals and of average minutes per week of activity compared to the other groups after 3 and 6 months. Conclusions: These results demonstrate that individualized counseling intervention with great support and based on motivational approaches and referral to programs are effective in both the short- and long-term, becoming potentially effective to be implemented on a large-scale, especially in primary health care.
Physical Activity. Health Promotion. Exercise. Counseling. Aging. Effectiveness of Interventions. Primary Health Care.
1
162
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

EPIDEMIOLOGIA
EPIDEMIOLOGIA DO ENVELHECIMENTO E DAS DOENÇAS CRÔNICAS
PROJETO GUIA II (AVALIAR A PROMOÇÃO DE ATIVIDADE FÍSICA NO SUS / PSF BRASIL)

Banca Examinadora

LUIZ ROBERTO RAMOS
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
TEREZA ETSUKO DA COSTA ROSA Pós-Doc
DOUGLAS ROQUE ANDRADE Participante Externo
LUIZ ROBERTO RAMOS Docente - PERMANENTE
GRACE ANGELICA DE OLIVEIRA GOMES Participante Externo
SIONALDO EDUARDO FERREIRA Participante Externo

Vínculo

CLT
Outros
Outros
Sim