Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO
CIÊNCIAS SOCIAIS EM DESENVOLVIMENTO, AGRICULTURA E SOCIEDADE (31002013007P9)
PROJETOS AGRÍCOLAS, ECONOMIA INDÍGENA E ASSISTÊNCIA TÉCNICA: DA ASSIMILAÇÃO À POLÍTICA DE ATER INDÍGENA E PARTICIPAÇÃO
MIGUEL JORDAO
DISSERTAÇÃO
14/04/2014

A presente dissertação analisa projetos agrícolas desenvolvidos nas aldeias da Terra Indígena Taunay/Ipegue, a partir de um olhar crítico sobre a tensão que ocorre na participação e assimilação dos indígenas da etnia Terena. A pesquisa, realizada no município de Aquidauana em Mato Grosso do Sul, expõe a forma de atuação da política pública de ATER que tem se manifestado em várias esferas governamentais: Prefeitura, Governo do Estado e Governo Federal, via MDA e FUNAI, onde através da atuação dessas políticas é possível detectar várias incógnitas nas formas de atuação dessas esferas nos últimos anos. Compreender a questão indígena, sobretudo seu modo tradicional de produção agrícola, sempre foi tarefa difícil e complicada, principalmente para os órgãos governamentais construtores das Políticas Públicas. O principal fator de convergência entre a formulação dessas políticas está no modo como elas foram feitas antes da lei de ATER nº 10.118, de Janeiro de 2010, pois as mesmas não visavam o respeito à tradição, a cultura diferenciada de cada povo indígena, os agricultores indígenas eram englobados na categoria de agricultores familiares, sendo que esta não tem nenhuma semelhança com a agricultura indígena, pois a agricultura familiar foca sua produção para o abastecimento de mercado, enquanto que, na agricultura indígena, sua produção é focada para sua própria sustentabilidade. A temática de ATER Indígena é muito promissora, pois apresenta desafios de romper com o paradigma da política agrícola extensionista de caráter difusionista e assim delinear ideias e concepções a partir de certo modo de vida e costumes indígena, respeitando o senso comum a partir de cada povo. Neste sentido, o estudo tem como base analítica as trajetórias da política de ATER Indígena a partir de sua incorporação nas aldeias da Terra Indígena Taunay/Ipegue, onde as famílias indígenas desenvolvem dois tipos de atividades principais: a pecuária e a agricultura. Uma terceira, também expressiva, é o trabalho de indígenas nas usinas de álcool do Estado. Assim, esta pesquisa nasce não só da experiência do autor, de quem vivencia um trabalho de caráter político e ideológico e que tem motivado o surgimento da política pública de ATER Indígena, mas também do diálogo travado com os povos indígenas, e ainda de estudos e reflexões de autores e estudiosos sobre a temática.

Índios Terena, ATER Indígena, Extensão Rural, Políticas Públicas
This dissertation analyzes agriculture projects developed in the Indigenous Land Taunay/Ipegue’s villages, since a critical look over the tension that occurs in the Terena Indians’ participation and assimilation. The survey, done in Aquidauana’s region, in Mato Grosso do Sul state, exposes the modus operandi of ATER public policy which has manifested itself in several spheres of government, Local, State and Federal Government, by Agrarian Development Ministry (MDA) and Indigenous’ National Foundation (FUNAI), where by performance of these policies is possible to detect several unknowns in the performance ways in these spheres in recent years. Understanding the indigenous issue, especially its traditional form of agriculture production has always been difficult and complicated task, especially for government agencies builders of Public Policy. The main factor of convergence between the formulation of these policies is in the way they were made before the ATER law number 10118, of January 2010, because them do not look for the respect of tradition, the distinctive culture of the indigenous people, the husbandman Indians were lumped into the category of family farmers, and this has no resemblance to the indigenous agriculture, because the family farming focuses its production to the market supply, while in indigenous agriculture, its production is focused to its own sustainability. The theme of Indigenous ATER is very promising because it presents challenges to break with the paradigm of agriculture extension policy diffusionist character and thus outline ideas and concepts from a way of life and indigenous customs, respecting the common sense from every people. In this sense, this study has as analytical basis the trajectories of Indigenous ATER policy from its incorporation in the villages of Indigenous Taunay / Ipegue, where indigenous families develop two types of main activities: livestock and agriculture. A third, also significant, is the indigenous’ work in the factories alcohol. Thus, this research comes not only from the author's experience of those who experience a political and ideological work and that has motivated the emergence of public policy of Indigenous ATER, but also of the dialogue with indigenous peoples, and yet studies and reflections of authors and scholars on the subject.
Terena Indians, Indigenous ATER, Rural Extension, Public Policy
1
151
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

DESENVOLVIMENTO, AGRICULTURA E SOCIEDADE
ESTUDOS DE CULTURA E MUNDO RURAL
SABERES SUBALTERNOS, INSURGENTES E DESCOLONIAIS

Banca Examinadora

ANDREY CORDEIRO FERREIRA
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
JOAO PACHECO DE OLIVEIRA FILHO Participante Externo
ANDREY CORDEIRO FERREIRA Docente - PERMANENTE
CLAUDIA JOB SCHMITT Docente - PERMANENTE

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
Fundação Ford - Auxílio Financeiro 24

Vínculo

Servidor Público
Empresa Pública ou Estatal
Ensino e Pesquisa
Não