Governo Federal

Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
CIÊNCIAS DA SAÚDE APLICADAS À REUMATOLOGIA (33009015031P7)
Avaliação da Efetividade do Método Pilates no Tratamento de Indivíduos com Cervicalgia Mecânico-Postural Crônica
LUCIANA DE ARAUJO CAZOTTI
DISSERTAÇÃO
04/12/2014

Introdução: A dor cervical é uma ocorrência comum e afeta cerca de 70% dos indivíduos em algum momento de suas vidas, sendo considerado um problema frequente de incapacidade e uma razão fundamental para a busca de atenção médica. O método Pilates é um programa de atividade física que propõe a consciência corporal em busca da harmonia entre o corpo e a mente tem sido amplamente utilizada para melhorar o condicionamento físico e reabilitação em geral. Embora os sintomas de dor cervical sejam frequentes na população, faltam evidências na literatura referentes à efetividade do método Pilates, no tratamento de pacientes com cervicalgia mecânico-postural. Objetivo: O objetivo deste estudo foi avaliar a efetividade do método Pilates na melhora da dor, função, qualidade de vida e do consumo de analgésicos em indivíduos com dor cervical mecânico-postural crônica. Material e métodos: Foram selecionados sessenta e quatro pacientes com diagnóstico de dor cervical mecânico-postural crônica. Os critérios de inclusão foram os seguintes: portadores de dor cervical por mais de três meses, ambos os gêneros, idade entre 18 e 65 anos. Foram excluídos pacientes com diagnóstico de fibromialgia, grávidas, lesões traumáticas da coluna vertebral, infecções e inflamações na coluna cervical, dor cervical irradiada para os membros superiores, aqueles que iniciaram ou alteraram a prática de atividade física nos últimos três meses, deficiência visual não corrigida por óculos e doenças do sistema nervoso central (SNC). Os pacientes foram randomizados em dois grupos: Pilates e controle. O primeiro (GP) realizou duas sessões de Pilates por semana, durante 12 semanas. O grupo-controle (GC) permaneceu em lista de espera para o Pilates. Ambos foram instruídos a utilizar paracetamol 750 mg a cada seis horas, em caso de dor, e o consumo do medicamento foi controlado. Os dois grupos foram avaliados para a dor (Escala numérica de dor - END), função (Neck Disability Index - NDI) e qualidade de vida (SF-36). As avaliações foram realizadas por um avaliador cego no baseline (T0), 45 dias (T45), 90 dias (T90) e 180 (T180) dias após o inicio do estudo. Resultados: Trinta e dois pacientes foram randomizados para cada grupo. Eles foram inicialmente homogêneos em relação às características clínicas e demográficas. Somente o índice de massa corpórea (IMC) não foi homogêneo entre eles, com o GP apresentando maior IMC que o GC. Em relação à avaliação entre os grupos ao longo do tempo (ANOVA), encontramos diferença estatística para dor (p<0,001), função (p<0,001) e para os domínios do SF-36 capacidade funcional (p=0,019), dor (p<0,001), estado geral de saúde (p=0,022), vitalidade (p<0,001), saúde mental (p=0,012), sempre com melhores resultados para o GP. Em relação à medicação, o GP consumiu menos analgésicos que o GC (p=0,037). Conclusão: Podemos concluir que o método Pilates é efetivo no tratamento da cervicalgia mecânico-postural crônica, apresentando melhora dos aspectos relacionados à dor, função, qualidade de vida (capacidade funcional, dor, estado geral de saúde, vitalidade e saúde mental) e redução do consumo de analgésicos.

1. Cervicalgia. 2. Dor. 3. Exercício. 4. Terapêutica. 5. Qualidade de vida
-
-
1
83
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO

Contexto

TERAPÊUTICA REUMATOLÓGICA
COLUNA VERTEBRAL E REABILITAÇÃO
EFEITO DO MÉTODO PILATES NO TRATAMENTO DA CERVICALGIA

Banca Examinadora

JAMIL NATOUR
Sim
Nome Categoria
IMPERIO LOMBARDI JUNIOR Participante Externo
LUZIMAR RAIMUNDO TEIXEIRA Participante Externo
DAWTON YUKITO TORIGOE Participante Externo

Vínculo

Colaborador
Instituição de Ensino e Pesquisa
Ensino e Pesquisa
Não