Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO
CIÊNCIAS SOCIAIS EM DESENVOLVIMENTO, AGRICULTURA E SOCIEDADE (31002013007P9)
O TRABALHO AGRICOLA DOS JOVENS: O PROGRAMA DE PREVENÇÃO E ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL-PETI (2004, 2011), A AGENDA NACIONAL PARA O TRABALHO DECENTE DA JUENTUDE-ANTDJ (2011) E OS ALUNOS DO CEFFA REI ALBERTO I (2013)
DIANA MARCELA BAUTISTA OSORIO
DISSERTAÇÃO
25/09/2014

Esta dissertação tem como tema o trabalho agrícola dos jovens e se propõe contrastar e discutir representações sobre a prevenção e erradicação do trabalho infantil, a agenda do trabalho decente da juventude e o trabalho como princípio de formação na Pedagogia da Alternância. Depois de uma revisão bibliográfica por meio do fichamento de textos, foram selecionados três documentos de políticas públicas publicados entre 2004 e 2011 para serem codificados e analisados: dois da Política Pública para a prevenção e erradicação do trabalho infantil e um da Agenda de trabalho decente da juventude. Também foi realizado um trabalho de campo no Centro Familiar de Formação por Alternância - Colégio Estadual Agrícola (CEFFA) Rei Alberto I na localidade de São Lourenço em Nova Friburgo no Estado do Rio de Janeiro, o qual consistiu na aplicação de um formulário de perguntas abertas dirigido aos alunos do Ensino Fundamental (7º, 8º e 9º ano) e médio (1º, 2º e 3º ano) e na obtenção de algumas sínteses dos planos de estudo de algumas das turmas. Com os documentos no formato PDF e as respostas dos formulários transcritas na ferramenta Google docs, os documentos foram lidos e neles codificados enunciados por meio do software Atlas.ti, e nos formulários, as respostas foram codificadas em uma tabela de Excel. Assim a analise quali-quantitativa dos resultados é aqui apresentada em imagens, tabelas e gráficos. Os resultados permitem concluir, em primeiro lugar, que as representações podem ser analisadas na sua cristalização em documentos. Nos que dirigem ações do estado no nível nacional, as representações do trabalho na agricultura têm a ver com as mudanças econômico-sociais e com acordos internacionais que definem problemas e algumas tensões quando propõem uma lógica de preparo de adultos produtivos em qualquer nível da economia industrial, a qual começa com as crianças protegidas, de práticas de exploração, na escola e nos serviços sociais; continua com os adolescentes escolarizados, se profissionalizando e realizando trabalhos aceitáveis, e termina com os jovens profissionais e em atividades produtivas. E também, está relacionado com uma sensibilidade perante a desproteção e falta de garantia dos direitos das crianças e adolescentes numa economia industrializada. Essa lógica e sensibilidade paternalista, parece reproduzir-se em Nova Friburgo, onde as representações do trabalho na agricultura têm a ver com práticas rotineiras e fundamentais na vida dos jovens, relacionadas também com as mudanças econômico-sociais da agricultura brasileira que implicam transformações nos conhecimentos sobre as atividades agrícolas, nas relações entre homem e natureza, nos papéis sociais e nas expectativas e projetos de vida, entre outros aspectos. Em segundo lugar, ainda que o trabalho seja considerado como princípio educativo na Pedagogia da Alternância, a realidade do CEFFA Rei Alberto I em Nova Friburgo onde as relações com o ecossistema vêm sendo desvinculadas pelo uso das máquinas na produção agrícola focada no mercado e a escolaridade e profissionalização parecem se afastar cada vez mais dos saberes agrícolas, sugere que alternativas de sociedade e educação que se resistem à exploração pelo capital requerem organização e participação social onde, além dos fortes vínculos sociais, e que as reivindicações comunitárias entrem na agenda do Estado.

trabalho agrícola, crianças e jovens, Pedagogia da Alternância.
This work is about youth labor in agriculture and the objective is a comparison and discussion on the prevention and eradication of child labor, the agenda on decent work for youth and the labor as a principle of education in the practice of the Alternation Pedagogy. Consequently, here were selected three documents published between 2004 and 2011. Two documents of the Public Policy for prevention and eradication of child labor and one of the Agenda on decent work for youth. Also was conducted a fieldwork in CEFFA REI ALBERTO I located in the town of Sao Lourenço in Nova Friburgo in the state of Rio de Janeiro, which had as products: student’s semi-structured interview forms and synthesis of Study Plans (from 7th, 8th and 9th grade and 1st, 2nd and 3rd year). Documents in PDF’s format were codified and analyzed using the software Atlas.ti, and responses in forms were coded in an Excel dynamic table. Therefore the analysis quali-quantitative of results is presented here in commented figures, tables and graphics. The results show: 1) the social representations can be analyzed by its crystallization in documents. In documents that guide the State interventions in national scale, representations about labor in agriculture are related to economic and social transformations. In particular in international agreements that define some problems and tensions differentiating between ideal activities of a decent job and harmful activities in relation with labor exploitation and unprotection considering a particular population but regardless the ways of production. A paternal logic and sensibility, seems to be reproduced in Nova Friburgo. In the students’ answers to forms and syntheses, social representations about labor in agriculture are related to daily and important practices in life of youth people, and also are related to transformations socioeconomic in Brazilian agriculture, traditional knowledge of agriculture, human-nature relationships, social roles, and expectatives and projects of life, etc. 2) although labor is considered as an educative principle in Alternation Pedagogy, the real world of CEFFA Rei Alberto I in Nova Friburgo is characterized by the decoupling relationship with nature by the use of industrial tools and agricultural production focused on market, in other hand schooling and professionalization are diverging more and more of agricultural knowledge. This all suggest that an alternative society and education in resistance with capital exploitation would require organization and social participation where along with strong social ties, community claims entering the state agenda.
agriculture work, children and youngsters, alternation pedagogy.
1
159
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

DESENVOLVIMENTO, AGRICULTURA E SOCIEDADE
ESTUDOS DE CULTURA E MUNDO RURAL
PATRIMÔNIO CULTURAL RURAL PAULISTA: ESPAÇO PRIVILEGIADO PARA PESQUISA, EDUCAÇÃO E TURISMO

Banca Examinadora

HECTOR ALBERTO ALIMONDA
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
DEBORA FRANCO LERRER Docente - PERMANENTE
HECTOR ALBERTO ALIMONDA Docente - PERMANENTE
MARCELA ALEJANDRA PRONKO Participante Externo

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP - Programa de Demanda Social 12

Vínculo

Colaborador
Instituição de Ensino e Pesquisa
Ensino e Pesquisa
Não