Governo Federal

Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE
MICROBIOLOGIA E PARASITOLOGIA APLICADAS (31003010058P2)
COLONIZAÇÃO NASOFARÍNGEA E DISTRIBUIÇÃO DE SOROTIPOS DE Streptococcus pneumoniae EM CRIANÇAS ASSISTIDAS EM INSTITUIÇÕES PÚBLICAS DE NITERÓI/RJ: UMA ABORDAGEM MULTIMETODOLÓGICA
HAVANA GOMES RODRIGUES
DISSERTAÇÃO
26/02/2014

Streptococcus pneumoniae é responsável por várias infecções, desde otite média aguda e sinusite até outras mais graves como pneumonia, bacteremia e meningite, sobretudo em crianças. A colonização nasofaríngea por esta espécie é um fator chave para o desenvolvimento das doenças pneumocócicas e disseminação do microrganismo. Visando determinar a taxa de colonização por S. pneumoniae, foram analisados 242 espécimes nasofaríngeos coletados de crianças com idade inferior a seis anos assistidas em uma creche e um hospital de Niterói entre março e junho de 2010, os quais foram à época analisados por cultura direta (CD) em meio ágar sangue com 5,0 &#956;g/mL de gentamicina. No presente estudo, as mesmas amostras foram analisadas por duas novas abordagens para avaliar a taxa de colonização, ambas envolvendo uma etapa prévia de enriquecimento em caldo, seguida de cultura em ágar sangue (CE) ou de PCR (PCR-E). Em todas as metodologias, a determinação dos sorotipos foi realizada por PCR multiplex sequencial, investigando-se a presença de 47 sorotipos. Aliadas, as três abordagens permitiram a detecção de colonização nasofaríngea em 141 crianças (58,3%), sendo mais frequente entre aquelas assistidas na creche (62,7% vs. 55%). Os métodos CD e CE permitiram identificar a presença do pneumococo em 49,2% (n=119) e 47,5% (n=115) das crianças, respectivamente, sendo que, em conjunto, o microrganismo foi detectado em um total de 123 crianças (50,8%). Já o método PCR-E foi mais sensível (p<0,0001), detectando a presença do pneumococo em 56,6% dos espécimes (137/242). Quatro amostras isoladas por métodos baseados em cultura foram negativas no PCR-E e outras 18 amostras positivas no PCR-E não foram detectadas pelos métodos de cultura. Foram identificados 26 sorogrupos/sorotipos distintos, predominando 6B, 19F, 14, 6A, 15C e 23F, sendo observada maior diversidade em crianças do hospital. Os sorotipos 6B e 19F foram os prevalentes na creche e no hospital, respectivamente. A colonização múltipla foi observada em 11 crianças, detectada principalmente por PCR-E. Entretanto, 19 pneumococos não tiveram o sorotipo determinado por nenhuma das abordagens, sendo considerados, então, não tipáveis (NT). A cobertura estimada de vacinas conjugadas disponíveis atualmente no Brasil foi baixa: aproximadamente 41% para a 10-valente (incluída no Programa Brasileiro de Imunizações em 2010) e cerca de 56% para a 13-valente (apenas em clínicas particulares). O rastreamento contínuo de portadores assintomáticos é útil para estimar e avaliar o impacto da implantação de um vacina, uma vez que a colonização nasofaríngea reflete os sorotipos circulantes responsáveis por doenças na população. Assim, a combinação de abordagens baseadas em cultura e PCR mostrou ser uma estratégia adequada para se obter uma visão mais realista da colonização pneumocócica em nosso meio.

Streptococcus pneumoniae, colonização nasofaríngea, detecção por cultura e molecular, PCR multiplex sequencial, vacinas conjugadas.
Streptococcus pneumoniae is commonly responsible for infections such as acute otitis media and sinusitis. Severe diseases as pneumonia, bacteremia and meningitis, especially in children, are also frequently caused by this pathogen. Pneumococcal nasopharyngeal colonization is a key factor for the development of pneumococcal diseases and transmission of the microorganism. To determine the rate of colonization by S. pneumoniae, 242 nasopharyngeal (NP) specimens collected from children aged < 6 years attending two public institutions (one pediatric hospital and one day care center) from a large metropolitan area in Brazil between March and June 2010, were analyzed. Previously, these specimens were analyzed by direct culture (DC) on blood agar plates with 0,5 &#956;g/ml gentamicin. Here, two new approaches were then performed in the same specimens to determine the rate of colonization, both involving a preliminary step of broth enrichment, followed by culture on blood agar (BEC) or multiplex PCR (BEPCR). In all methods, serotyping was performed by sequential multiplex PCR to investigate the presence of 47 serotypes. In conjunction, the three approaches enabled the detection of nasopharyngeal colonization in 141 children (58.3%), being more frequent among those attending the day care center (62.7% vs. 55%). The DC and BEC methods enabled the detection of S. pneumoniae in 49.2 % (n=119) and 47.5 % (n=115) of the children, respectively, and, together, the microorganism was detected in a total of 123 children (50.8%). The PCR-based method was more sensitive (p<0.0001), and S. pneumoniae was detected in 56.6% (n=137) of the specimens. Four isolates recovered by the culture-based methods were not detected by BEPCR and other 18 pneumococci detected by BEPCR were not isolated by the culture-based methods. Twenty-six distinct serogroups/serotypes were identified, predominantly 6B, 19F, 14, 6A, 15C and 23F. Greater diversity was observed in children at the hospital. Serotypes 6B and 19F were prevalent in children at the day care center and hospital, respectively. Multiple colonization was observed in 11 children, mostly detected by BEPCR. However, 19 pneumococci were not serotyped by any of the adopted approaches, being considered non-typeable (NT). The estimated coverage of currently available conjugate vaccines in Brazil was low: about 41% for the 10-valent (included in the Brazilian immunization program in 2010) and about 56% for the 13-valent (only in private clinics). The use of robust approaches to obtain a more realistic insight about the asymptomatic carrier status is useful to estimate and assess the impact of a vaccine implementation and the combination of culture- and molecular-based methods showed to be a suitable strategy.
Streptococcus pneumoniae, nasopharyngeal carriage, culture- and PCR-based detection, sequential multiplex PCR, conjugate vaccines.
1
60
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE

Contexto

MICROBIOLOGIA
BACTERIOLOGIA
PREVALÊNCIA DA COLONIZAÇÃO E DETERMINAÇÃO DOS SOROTIPOS DE AMOSTRAS DE STREPTOCOCCUS PNEUMONIAE ISOLADAS DE CRIANÇAS ASSISTIDAS EM CRECHES E HOSPITAIS DE NITERÓI/RJ

Banca Examinadora

FELIPE PIEDADE GONCALVES NEVES
Não
Nome Categoria
ROSANA ROCHA BARROS Docente
ALOYSIO DE MELLO FIGUEIREDO CERQUEIRA Docente
TATIANA DE CASTRO ABREU PINTO Participante Externo

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP - Reestruturação e Expansão das IES 24

Vínculo

-
-
-
Sim