Brasil

Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO
SOCIOLOGIA (33002010028P1)
MARGINAL E APÁTRIDA NA FILOSOFIA BRASILEIRA:Uma análise sociológica sobre Vilém Flusser
SIDNEY RODRIGUES FERRER
DISSERTAÇÃO
08/02/2013

O presente trabalho analisa sociologicamente a trajetória de Vilém Flusser, nascido em Praga e refugiado no Brasil, sua inserção no campo filosófico brasileiro e retoma suas obras deste período, para explicar a posição marginal do autor naquele cenário intelectual. Para tanto é reconstituída sua biografia desde Praga (1920-1940) até os anos em que viveu no Brasil (1941 a 1971). O autor desta dissertação mostra que o processo de marginalização intelectual sofrido por Vilém Flusser é intrínseco às suas obras, mas o resultado de tomadas de posição, configuração da disputa na filosofia e sua biografia. Inserido dentro dos estudos de sociologia da cultura, no âmbito da sociologia da vida intelectual, esta dissertação utiliza como referencial teórico principalmente autores como Pierre Bourdieu, Norbert Elias, Joseph Ben-David, Wolf Lepenis e Fritz Ringer e utiliza para obtenção de seus resultados biografias, autobiografias, depoimentos, entrevistas, artigos de jornal e análise epistolaria.

campo intelectual; história intelectual; trajetória intelectual; sociologia da filosofia, Vilém Flus
O presente trabalho analisa sociologicamente a trajetória de Vilém Flusser, nascido em Praga e refugiado no Brasil, sua inserção no campo filosófico brasileiro e retoma suas obras deste período, para explicar a posição marginal do autor naquele cenário intelectual. Para tanto é reconstituída sua biografia desde Praga (1920-1940) até os anos em que viveu no Brasil (1941 a 1971). O autor desta dissertação mostra que o processo de marginalização intelectual sofrido por Vilém Flusser é intrínseco às suas obras, mas o resultado de tomadas de posição, configuração da disputa na filosofia e sua biografia. Inserido dentro dos estudos de sociologia da cultura, no âmbito da sociologia da vida intelectual, esta dissertação utiliza como referencial teórico principalmente autores como Pierre Bourdieu, Norbert Elias, Joseph Ben-David, Wolf Lepenis e Fritz Ringer e utiliza para obtenção de seus resultados biografias, autobiografias, depoimentos, entrevistas, artigos de jornal e análise epistolaria.
campo intelectual; história intelectual; trajetória intelectual; sociologia da filosofia, Vilém Flus
1
152
PORTUGUES
UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

Contexto

SOCIOLOGIA
CULTURA, SIMBOLIZAÇÃO E REPRESENTAÇÕES SOCIAIS
-

Banca Examinadora

LUIZ CARLOS JACKSON
Sim
Nome Categoria
Alejandro Raul Blanco Participante Externo
ALEXANDRE BRAGA MASSELLA Participante Externo

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUNDACAO DE AMPARO A PESQUISA DO ESTADO DE SAO PAULO - Bolsa de Mestrado 8

Vínculo

CLT
Outros
Empresas
Sim