Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MARANHÃO
Defesa sanitária animal (20002017005P5)
LEPTOSPIRA spp EM REBANHOS BOVINOS DAS BACIAS LEITEIRAS DAS REGIÕES CENTRAL E NORDESTE DO ESTADO DO MARANHÃO-BRASIL: frequência, fatores de risco e mapeamento de focos.
ADRIANA PRAZERES PAIXAO
DISSERTAÇÃO
20/08/2014

O presente estudo teve como objetivo determinar a frequência, os fatores de risco e mapeamento de focos em rebanhos bovinos das bacias leiteiras das Regiões Central e Nordeste do Estado do Maranhão, Brasil, associados à Leptospira spp. Foram colhidas 420 amostras de soros sanguíneos de fêmeas com idade &#8805; 24 meses, selecionadas de forma aleatória simples, distribuídas em 70 rebanhos, provenientes de 14 municípios (Bacabal, Bom Lugar, Lago Verde, Olho d’Água das Cunhãs, São Luís Gonzaga, Vitorino Freire, Bernardo do Mearim, Igarapé Grande, Pedreiras, Trizidela do Vale, Lima Campos, Poção de Pedra, Lago da Pedra e São Luís). Foi aplicado um questionário epidemiológico para investigar os principais fatores de riscos associados à infecção. As amostras de soro foram submetidas à prova de Soroaglutinação Microscópica (SAM), sendo utilizados 24 sorovares do complexo anti-Leptospira spp. Das amostras analisadas, 70 (100%) para rebanhos e 420 (100%) para animais foram reagentes a pelo menos um dos sorovares anti- Leptospira spp com títulos variáveis entre 100 a 800. Os sorovares mais prevalentes foram Patoc 410/420 (97%), Castellonis 351/420 (84%), Hardjo 347/420 (83%), Hebdomadis 335/420 (80%), Wolffi 330/420 (79%), Sentot 328/420 (78%), Autumnalis 322/420 (76%), 322/420 (76%) Butembo, Brastilava 298/420 (71%), Icterohemorragiae 300/420 (71%), Pomona 286/420 (69%) e Andamana 286/420 (68%). Das variáveis consideradas fatores de risco, a realização de inseminação artificial; criação conjunta de caprinos, ovinos, equinos e caninos nas propriedades e maior taxa de nascimento de bezerros no período seco, apresentaram associação estatística significativa (P<0,05) à ocorrência da infecção por Leptospira interrogans. Os resultados demonstram níveis elevados de frequência da Leptospirose no rebanho bovino leiteiro das Regiões Central e Nordeste do Estado do Maranhão. Estes resultados indicam a necessidade de implementação de estratégias, que consistem na realização de vacinações e exames sorológicos, aquisição de animais de propriedades idôneas, efetivação de quarentena ao ingresso de novos animais, monitoramento dos rebanhos existentes nas propriedades, notificação da doença junto à Agência de Defesa do Estado, além da adoção de medidas de biossegurança.

Leptospirose, bovinos leiteiros, epidemiologia, Maranhão, soroaglutinação microscópica.
The presente study’s aim was to determine frequency, risk factors and mapping outbreaks in dairy cattle herds from the Regions Middle and Northeast the state in Maranhão, Brasil, associated to Leptospira spp. Were analyzed 420 samples of blood serum from females, age &#8805; 24 months, selected in a random way, distributed in 70 herds, from 14 townships (Bacabal, Bom Lugar, Lago Verde, Olho d’Água das Cunhãs, São Luís Gonzaga, Vitorino Freire, Bernardo do Mearim, Igarapé Grande, Pedreiras, Trizidela do Vale, Lima Campos, Poção de Pedra, Lago da Pedra and São Luís). An epidemiological questionnaire was applied to investigate possible factors that could have been associated to the infection. Serum samples were submitted to the Serum Agglutination Test (SAT). It was used 24 serovars from the anti-Leptospira spp complex. From the analyzed samples, 70 (100%) for herds and 420 (100%) for animals, were reagent to at least one of the anti-Leptospira spp. serovar, reaching titles between a 100 and 800. The most prevalent serovars were Patoc 410/420 (97%), Castellonis 351/420 (84%), Hardjo 347/420 (83%), Hebdomadis 335/420 (80%), Wolffi 330/420 (79%), Sentot 328/420 (78%), Autumnalis 321/420 (76%), Butembo 322/420 (76%), Brastilava 298/420 (71%), Icterohemorragiae 300/420 (71%), Pomona 286/420 (69%) and Andamana 286/420 (68%). From the variables considered as risk factors, the utilization of artificial insemination, mixed herds of goats, sheeps, equines and canines in the properties and the birth of calves in the non rainy period showed significant statistical association (P<0,05) to the risk of infection with Leptospira interrogans. The results show elevated levels of Leptospirosis frequency in dairy cattle herd the Regions Middle and Northeast in Maranhão state. Therefore, there is a necessity to implement strategies, consisting of vaccinations and serological exams, acquisition of animals from reputable properties, establishment of quarantine for arrival of new animals, monitoring existent herds in the properties, notification of the disease to the State Animal Health Agency, besides the adoption of biosecurity measures.
Leptospirosis, dairy cattle, epidemiology, Maranhão, microscopic serum agglutination.
01
105
PORTUGUES
UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MARANHÃO
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

DEFESA SANITÁRIA ANIMAL
EDUCAÇÃO E DEFESA SANITÁRIA ANIMAL - MEST
LEPTOSPIRA INTERROGANS EM REBANHOS BOVINOS DAS BACIAS LEITEIRAS DAS REGIONAIS DE BACABAL, PEDREIRAS E SÃO LUÍS – MARANHÃO, BRASIL: FREQUÊNCIA, FATORES DE RISCO E MAPEAMENTO DE FOCOS

Banca Examinadora

HAMILTON PEREIRA SANTOS
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
HELDER DE MORAES PEREIRA Docente - PERMANENTE
LUCIA MARIA COELHO ALVES Docente - PERMANENTE

Vínculo

Servidor Público
Empresa Pública ou Estatal
Outros
Sim

Produções Intelectuais Associadas

Não existem produções associadas ao trabalho de conclusão.