Governo Federal

Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE PAULISTA
ADMINISTRAÇÃO (33063010006P9)
Investimento Direto Externo de Empresas Brasileiras: A Influência da Distância Psíquica na Seleção de Mercados.
RICARDO LAVIGNE FUTURO
DISSERTAÇÃO
26/06/2013

A partir de 2003 os Investimentos Diretos Externos realizados por companhias brasileiras apresentaram grande aceleração demonstrando uma nova dinâmica nos processos de internacionalização. O modelo desenvolvido pela escola de Uppsala afirma que as empresas buscam primeiramente países com menor distância psíquica para depois caminharem para países de maior distância psíquica ao se lançar em mercados estrangeiros. Isso decorre por conta das incertezas relativas às diferenças entre o país de origem e os países de destino. Tal trajetória é determinada pelo ganho de experiência nas operações no exterior, cuja aprendizagem reduz o grau de incerteza. Essa pesquisa visa verificar a influência da distância psíquica sobre a seleção dos mercados em empresas brasileiras transnacionais, dentro do contexto de maior expansão internacional. A pesquisa é quantitativa de nível explicativo e descritivo, utiliza as escalas de distâncias objetivas de distância psíquica (Fatores de Estímulos da Distância Psíquica), desenvolvidas por Douglas Dow e Amal Karunaratna (2006), e verifica sua influência sobre a seleção dos mercados por meio da análise de correlação. Os resultados dos testes de correlação sugerem de que as empresas brasileiras que se lançaram ao exterior, por meio dos investimentos diretos externos após o ano 2000, são influenciadas pela distância psíquica e tendem a seguir os pressupostos do modelo de Uppsala.

Investimento externo direto, distância psíquica, Uppsala, incerteza e experiência.
Since the year 2000 the Foreign Direct Investments (FDI) made by Brazilian companies showed great acceleration, therefore demonstrating a new dynamic in the internationalization process within Brazilian firms. The Uppsala model says that when embarking upon foreign markets, companies first seek countries with lower psychic distance and then higher psychic distance countries. These distances account for differences between the firm´s origin country and the firm´s destination country that produce uncertainties regarding the destination country. Therefore, such trajectory is determined by the learning process that reduces uncertainty, or in other words by the gains of experience in operations abroad. This research investigates the influence of psychic distance on markets selection in Brazilian FDI, within the context of greater international expansion, and intents to verify if the Uppsala model fits the Brazilian case. The research employs correlation analysis and has a descriptive and explanatory nature using the quantitative data developed by Douglas Dow and Amal Karunaratna (2006) - the Psychic Distance Stimuli Scales. The results suggest that psychic distance does influence the foreign direct investments made by Brazilian companies, that have launched themselves abroad after 2000, and are likely to follow the assumptions of the Uppsala model.
Foreign direct investments, Uppsala, psychic distance, uncertainty and experience.
1
131
PORTUGUES
UNIVERSIDADE PAULISTA

Contexto

ESTRATÉGIA E SEUS FORMATOS ORGANIZACIONAIS
ESTRATÉGIA EMPRESARIAL
A INTERNACIONALIZAÇÃO DE PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS BRASILEIRAS

Banca Examinadora

NADIA WACILA HANANIA VIANNA
Sim
Nome Categoria
JOSE CELSO CONTADOR Docente
LUIS HENRIQUE PEREIRA Participante Externo

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
ASSOCIACAO UNIFICADA PAULISTA DE ENSINO RENOVADO OBJETIVO-ASSUPERO - Bolsas de Mestrado 29

Vínculo

CLT
Empresa Privada
Ensino e Pesquisa
Não