Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE
LETRAS (23002018004P7)
Um estudo funcionalista do item quando na fala e na escrita do português brasileiro
CELINA MARIA DE FREITAS CARVALHO
DISSERTAÇÃO
28/01/2013

O propósito desta pesquisa é analisar a funcionalidade do item linguístico quando nos corpora D & G de Natal, Rio de Janeiro e Juiz de fora, com o intuito de verificar que outros sentidos o referido item pode assumir, além da forma prototípica, a temporal, como classificada pela gramática normativa. A análise foi realizada tendo como base teórica, o funcionalismo linguístico norte-americano, abordagem que defende o estudo da linguagem baseada no uso da língua. Dentre os quais os estudos funcionalistas mais conhecidos são os trabalhos de Hopper (1980; 1991); Givón (2001); Neves (1997; 2006); Furtado da Cunha (2007; 2008); Martelotta, Oliveira, Cezario et. al. (2008); Martelotta (2008; 2011), entre outros. Usamos, portanto, os padrões e processos de abordagem que podem detectar as possíveis tendências de variação, mudança e gramaticalização do item quando. É uma pesquisa explicativa que segue o método indutivo de investigação. Procuramos identificar as situações em que o item quando assume outros sentidos que não a circunstância de tempo. Para a concretização dessa pesquisa, analisamos as visões de gramáticos como Rocha Lima (1985), Bechara(2002)e Cunha e Cintra ( 2008 ). Partimos, primeiramente de uma revisão de literatura, observando o tratamento atribuído ao item quando pela gramática normativa, os estudos realizados sobre o referido item, para em seguida, com base na abordagem da linguística centrada no uso, apresentar os resultados obtidos, os quais revelam uma tendência de variação, mudança de sentido no uso do item quando. Pois sentidos como o de condição, de proporção, de concessão e de lugar aparecem nos corpora analisados, mostrando que o sentido de tempo mesmo aparecendo, em grande número, não é único. As variáveis, como por exemplo, o uso linguístico, e as diferenças de gênero, idade, o sexo e a diversidade de gêneros textuais contribuem para que o quando assuma outros sentidos e não funcionem apenas como temporal, pois o sentido é definido pelas as necessidades comunicativas do usuário da língua.

Funcionalismo. Gramaticalização. Item quando.
This research aims at analyzing the function of linguistic term when at Natal D & G corpora, at the Rio de Janeiro and Juiz de Fora, by the purpose of investigate other meanings that the term when can take to, beside of prototypic one, without time, as classified by traditional ruled grammar. Our analysis took place taking into account background theory from linguistic functionalism; this approach take the position that language studies has to be seen as based on use. So we point out the most representative works, whose propositions are done by Hopper (1980; 1991); Givón (2001); Neves (1997; 2006); Furtado da Cunha (2007; 2008); Martelotta, Oliveira, Cezario et. al. (2008); Martelotta (2008; 2011), among others. Therefore, we use standards and process approaches that show us possible tendencies of variation, change and grammaticalization of the term when. This is an explicative kind research that follow the inductive method of investigation. We search to identify output language situation in which the term when take other meanings but time sense circumstances. To the effective concrete of this research we analyzed grammar conceptions by Rocha Lima (1985), Bechara (2002) and Cunha e Cintra (2008). The woks begins with a background literature review, taking attention given to the term when by traditional ruled grammar. We also saw studies about when term, after that we follow an analysis based on linguistic use, so we show obtained results. These results reveal us a variation tendency and the change meaning of the term when. Meaning as those of condition, proportion, and place concession appear at the analyzed corpus and this show the meaning of when as time sense, even appearing in a larger proportion is not the unique sense. Variables items, such as linguistic use and genre differences, age, sex, and also text genre diversity prove that traditional time sense (of when), do not give the right needs to language use.
Functionalism. Grammar. When term.
1
92
PORTUGUES
UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE
O trabalho não possui divulgação autorizada

Contexto

ESTUDOS DO DISCURSO E DO TEXTO
TEXTO, ENSINO E CONSTRUÇÃO DE SENTIDOS
A produção e o ensino de texto em perspectiva interacionalista: questões de heterogeneidade, argumentação e funcionalidade da linguagem

Banca Examinadora

ROSANGELA MARIA BESSA VIDAL
Sim
Nome Categoria
EDVALDO BALDUINO BISPO Participante Externo
JOAO BOSCO FIGUEIREDO GOMES Docente
MARIA DO SOCORRO MAIA FERNANDES BARBOSA Docente

Vínculo

Servidor Público
Instituição de Ensino e Pesquisa
Ensino e Pesquisa
Sim