Brasil

Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA
METEOROLOGIA (42002010040P0)
EFEITO SECUNDÁRIO DO BURACO DE OZÔNIO ANTÁRTICO SOBRE O SUL DO BRASIL.
LUCAS VAZ PERES
DISSERTAÇÃO
01/02/2013

Na presente Dissertação foram identificados os eventos de Efeito Secundário do Buraco de Ozônio Antártico ocorridos sobre o Sul do Brasil no período entre 1979 e 2011. Para isso, foram analisados os dados médios diários da coluna total de ozônio obtidos através dos Espectrofotômetros Brewer modelo MKIV #081 durante o período de 1992 – 2000, modelo MKII #056 de 2000 – 2002 e modelo MKIII #167 de 2002 até os dias atuais, instalados no Observatório Espacial do Sul – OES/CRS/INPE – MCTI (29,4 °S; 53,8°O; 488,7m) e pelos instrumentos de satélite Total Ozone Mapping Spectrometer (TOMS) e Ozone Monitoring Instrument (OMI) para a mesma latitude do Observatório Espacial do Sul na falta de dados do equipamento de superfície, buscando dias de quedas no conteúdo de ozônio. Para estes dias, foram realizadas análises isentrópicas de vorticidade potencial utilizando dados de reanálise fornecidos pelo National Centers for Environmental Prediction/Atmospheric Research (NCEP/NCAR), a fim de verificar a origem da massa de ar pobre em ozônio. A confirmação da origem polar das massas de ar deu-se através da análise das trajetórias retroativas confeccionadas através do modelo Hysplit da NOAA. Além disso, foi também realizada uma análise complementar através das imagens do conteúdo de ozônio dos satélites TOMS e OMI, verificando-se a atuação do Buraco de Ozônio na região Antártica e sua conexão com o Sul do Brasil. A metodologia empregada mostrou-se eficaz na identificação de 66 eventos de Efeito Secundário do Buraco de Ozônio Antártico sobre o Sul do Brasil, os quais apresentaram uma queda média de 8,66 ± 3,13 % no conteúdo de ozônio. Foi realizada a identificação do padrão de circulação estratosférica através da confecção do campo médio da vorticidade potencial para os dias de ocorrência do fenômeno. Além disso, foram mostradas as analises das condições sinótica troposférica durante a ocorrência de dois eventos, observando-se que em ambos os casos, os eventos ocorreram em uma situação pós frontal sobre o Sul do Brasil, associada à passagem da região de entrada polar da corrente de jato subtropical ou polar, caracterizada pela ocorrência de evento de quebra da tropopausa onde ocorre intrusão de ar estratosférico para dentro da troposfera, e avanço de um sistema de alta pressão pós frontal que impede a formação de nebulosidade significativa. Aproveitando o ambiente operacional do Grupo de Modelagem Atmosférica (GRUMA) da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), utilizando dados da saída do modelo de previsão numérica de tempo Global Forecast System (GFS) na confecção de mapas de vorticidade potencial, pode-se realizar eficazmente a previsão do indício da chegada de massas de ar estratosféricas de origem polar sobre o Sul do Brasil durante o período da primavera do ano de 2012, com pelo menos quatro dias de antecedência, coincidindo estes transportes com os eventos de Efeito Secundário do Buraco de Ozônio Antártico sobre o Sul do Brasil identificados no corrente ano.

Efeito Secundário do Buraco de Ozônio Antártico. Espectrofotômetros Brewer. Vorticidade Potencial.
-
-
1
178
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA

Contexto

METEOROLOGIA
ESTUDOS E APLICAÇÕES EM TEMPO E CLIMA
DAM - ESTUDO DA RADIAÇÃO ULTRAVIOLETA EM EVENTOS DE EFEITOS SECUNDÁRIOS DO BURACO DE OZÔNIO ANTÁRTICO

Banca Examinadora

DAMARIS KIRSCH PINHEIRO
Sim
Nome Categoria
VAGNER ANABOR Docente

Vínculo

-
-
-
Sim