Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MARANHÃO
Defesa sanitária animal (20002017005P5)
PREVALÊNCIA E FATORES DE RISCO ASSOCIADOS À INFECÇÃO POR MAEDI VISNA EM OVINOS DE RAÇA DEFINIDA NO ESTADO DO MARANHÃO, BRASIL
MICHELLE LEMOS VARGENS
DISSERTAÇÃO
29/07/2014

Com o objetivo de determinar a soroprevalência de Maedi-Visna (MV) e os fatores de risco associados à infecção em rebanhos ovinos de raça definida do Estado do Maranhão, foram pesquisados através da técnica de IDGA, 445 animais, de ambos os sexos, diferentes raças e idades, sendo 70 do grupo 1 (exposição), e 375 do grupo 2 (propriedades). As amostras do grupo 1 foram coletadas durante a 57ª Exposição Agropecuária do Maranhão (EXPOEMA), e as do grupo 2 em propriedades das mesorregiões Centro, Leste e Norte Maranhense. Constatou-se uma prevalência geral da infecção pelo MVV de 2,02% (9/445) e prevalências de 1,42% (1/70) no grupo 1 e 2,13% (8/375) no grupo 2. Dos municípios amostrados, 40% (4/10) apresentaram pelo menos uma propriedade com animal positivo, e das propriedades, 25% (4/16) apresentaram pelo menos um animal soropositivo, todas localizadas na mesorregião Norte, que apresentou prevalência de 2,20% (9/409). Em relação ao sexo, observou-se que 1,15% (1/87) dos machos e 2,23% (8/358) das fêmeas foram soropositivos (p>0,20). Quanto às raças observou-se 1,66% (2/120) Dorper; 1,67% (5/299) Santa Inês; 33,33% (1/3) White Dorper e, 4,34% (1/23) para os da raça Texel, tendo sido a única variável entre todos os fatores de risco pesquisados, com associação significativa na análise multivariada (p <0,05). Concluiu-se que a infecção por MVV está presente em ovinos de raça definida no Maranhão. Alerta-se para a necessidade de implantação de políticas públicas de prevenção, controle e erradicação dessa enfermidade.

Lentiviroses, Maedi-Visna, fatores de risco, pequenos ruminantes, ovinos.
In order to determine the seroprevalence of maedi-visna (MV) and the risk factors associated with infection in sheep flocks breed of Maranhão, were investigated using the technique of IDGA, 445 animals of both sexes, different breeds and ages, 70 in group 1 (exposure), and 375 in group 2 (properties). Samples of group 1 were collected during the 57th Agricultural Exhibition of Maranhão (EXPOEMA), and group 2 Properties of meso Center, East and North Maranhão. It found an overall prevalence of MVV infection of 2.02% (9/445) and the prevalence of 1.42% (1/70) in group 1 and 2.13% (8/375) in group 2.Of the sampled counties, 40% (4/10) had at least one property with positive animal, and properties, 25% (4/16) had at least one positive animal, all located in the North Mesoregion, which showed a prevalence of 2.20 % (9/409). Regarding gender, we found that 1.15% (1/87) of males and 2.23% (8/358) of females were seropositive (p> 0.20). As to the breed, it was observed that 1.66% (2/120) Dorper; 1.67% (5/299) St. Agnes; 33.33% (1/3) White Dorper, and 4.34% (1/23) for the Texel breed, having been the only variable between all risk factors studied, with a significant association in the multivariate analysis (p<0.05). It was concluded that infection by MVV is present in sheep breed at Maranhão. Alert to the need to implement public policies for prevention, control and eradication of this disease.
lentiviruses, maedi-visna, risk factors, small ruminants, sheep.
01
83
PORTUGUES
UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MARANHÃO
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

DEFESA SANITÁRIA ANIMAL
EDUCAÇÃO E DEFESA SANITÁRIA ANIMAL - MEST
PREVALÊNCIA E FATORES DE RISCO ASSOCIADOS À INFECÇÃO POR MAEDI VISNA EM OVINOS DE RAÇA DEFINIDA NO ESTADO DO MARANHÃO, BRASIL

Banca Examinadora

DANIEL PRASERES CHAVES
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
ROBERTO SOARES DE CASTRO Participante Externo
FERDINAN ALMEIDA MELO Participante Externo

Vínculo

Servidor Público
Empresa Pública ou Estatal
Pesquisa
Sim

Produções Intelectuais Associadas

Não existem produções associadas ao trabalho de conclusão.