Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MARANHÃO
Defesa sanitária animal (20002017005P5)
SITUAÇÃO DA TUBERCULOSE EM OVINOS CRIADOS CONSORCIADOS COM BOVINOS LEITEIROS NA REGIÃO SUDOESTE MARANHENSE
ROSIANE DE JESUS BARROS
DISSERTAÇÃO
29/07/2014

O objetivo deste trabalho foi conhecer a situação da tuberculose ovina no Maranhão, verificando a ocorrência da enfermidade no rebanho, identificando reagentes ao Teste de Tuberculina. Avaliou-se 343 ovinos, de ambos os sexos, com idade acima de seis meses, provenientes da região Sul do Estado através do teste cervical comparativo, pela inoculação de tuberculinas na região cervical direita, cranialmente, injetou-se o PPD aviário e caudalmente o PPB bovino, em doses individuais de 0,1 mL de cada tuberculina. Na avaliação dos resultados, todos os animais apresentaram resultado negativo para tuberculose. A amostra foi composta de 247 (72,01%) fêmeas e 96 (27,99%) machos. Do total, 65 ovinos apresentaram reação à tuberculina bovina superior à aviária, com aumento não significativo para a positividade ao teste; e 278 ovinos apresentaram reação a tuberculina bovina inferior a aviária. Não houve reação à tuberculina aviária em 254 (74,64%) animais e à tuberculina bovina em 338 (98,54%). Para investigar a possibilidade de animais com tuberculose avançada, com decréscimo na sensibilização alérgica ou anergia, foi necropsiado um ovino caquético, idade acima de quatro anos, com resultado negativo para tuberculose pelo TCC, que apresentou reação no local de aplicação da tuberculina aviária e linfonodos aumentados com consistência endurecida, sugestivos de Linfadenite Caseosa, para colheita de amostras e realização de exames histopatológicos, cultura e isolamento. Os resultados sugerem infecções por C. pseudotuberculosis, Actinomyces pyogenes; Staphylococcus aureus e Mycobacterium sp.. A cultura e isolamento resultaram em Pseudomonas aeruginosas e Bacillus sp.. Não foram visualizadas estruturas bacterianas compatíveis com BAAR. Os resultados confirmam a ausência de animais reagentes ao M. bovis, pressupondo a inexistência da tuberculose em ovinos na região estudada.

Teste Cervical Comparativo, Tuberculina, Histopatológico, Bacterioscopia, Diagnóstico, ovinos.
The aim of this study was to know the situation of the ovine tuberculosis in Maranhão, verifying the occurrence of the disease in the herd, identifying reagents to the tuberculin test. We evaluated 343 sheep, of both sexes, aged over six months, from the south region of the state through the comparative cervical test, by inoculation of tuberculin in the right cervical region cranial was injected with the avian PPD and the caudal PPB beef in individual doses of 0.1 mL of each tuberculin. In assessing the results, all animals were negative for tuberculosis. The sample consisted of 247 (72.01%) females and 96 (27.99%) males. Of the total, 65 sheep had higher than the avian reaction to bovine tuberculin, with no significant increase for positive testing; and 278 sheep had lower avian reaction to bovine tuberculin. There was no reaction to avian tuberculin in 254 (74.64%) animals and bovine tuberculin in 338 (98.54%). To investigate the possibility of animals with advanced tuberculosis, with decrease in anergy or allergic sensitization, was necropsied one cachectic sheep, above the age of four years, with negative results for tuberculosis by TCC, which showed reaction at the application site of avian tuberculin and lymph nodes augmented with hardened, suggesting consistency of Caseous Lymphadenitis, for sampling and conducting histopathology, culture and isolation. The results suggest C. pseudotuberculosis infections, Actinomyces pyogenes; Staphylococcus aureus and Mycobacterium sp. The culture and isolation resulted in Pseudomonas aeruginosa and Bacillus sp. Not compatible with AFB bacterial structures were visualized. The results confirm the absence of reactor animals to M. bovis, assuming the absence of tuberculosis in sheep in the study area.
Cervival Comparative Test; Tuberculin; Histopatologic; Bacterioscopy; Diagnosis, Sheep.
01
80
PORTUGUES
UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MARANHÃO
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

DEFESA SANITÁRIA ANIMAL
EDUCAÇÃO E DEFESA SANITÁRIA ANIMAL - MEST
TUBERCULOSE EM OVINOS NA REGIÃO SUL DO MARANHÃO

Banca Examinadora

DANIEL PRASERES CHAVES
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
HAMILTON PEREIRA SANTOS Docente - PERMANENTE
ROBERTO SOARES DE CASTRO Participante Externo

Vínculo

Servidor Público
Empresa Pública ou Estatal
Outros
Sim

Produções Intelectuais Associadas

Não existem produções associadas ao trabalho de conclusão.