Dados do Projeto de Pesquisa

LITERATURA (41001010013P4)
Palavra, morte e anacronismos nos arquivos literários da contemporaneidade
01/03/2017
PESQUISA
EM ANDAMENTO
O objetivo do projeto é refletir, a partir de um leque variado de autores, tais como Walser, Wilcock, Kristof, Manganelli, Sebald, Nooteboom, sobre a questão da autonomia da linguagem e do espaço literário como lugar privilegiado de sua libertação, segundo perspectivas que se fazem presentes sobretudo na segunda metade do século XX. Com efeito, ao passo que a linguagem comum, para a subsistência de uma legítima necessidade de comunicação, se abriga em sua função convencional de signo, a linguagem literária tem a possibilidade de significar esse ?vazio?, buscando as singularidades do sentido fora da categorização das palavras. Nessa perspectiva, buscar-se-á tecer relações conceituais com problemáticas relativas à morte da palavra e do sujeito locutor, ao ?rumor? da língua e ao pós-humanismo, em estrito diálogo com o pensamento pós-estruturalista, de Blanchot e Foucault em diante. Far-se-á necessário, ainda, perpassar por alguns conceitos, dentre os quais o de contemporâneo e o de anacronismo, recuperados e desenvolvidos nos últimos anos por Agamben, Didi-Huberman e Compagnon. Os autores considerados serão alvo de uma releitura crítica pautada, preliminarmente, nos textos fundadores de Maurice Blanchot sobre a heteronímia do espaço literário e sua contiguidade com a morte.

Histórico de Linhas de Pesquisa

Linha de Pesquisa Área de Concentração Data de Início
TEORIA DA MODERNIDADE LITERATURAS 01/03/2017

Equipe

Nome Categoria Início do Vínculo Fim do Vínculo
ANDREA PETERLE FIGUEIREDO SANTURBANO (Responsável pelo Projeto) Docente - PERMANENTE 01/03/2017 -

Financiadores