Dados do Programa

Minter
56/2018
10/12/2020 a

Detalhamento do Programa

20
10/12/2022
Tucuruí - PA

Ações Desenvolvidas no Projeto

O Plano Acadêmico para a execução do MINTER tem por objetivo geral oferecer aos servidores do IFPA, cujos campi localizam-se e lugares longínquos, a oportunidade de continuidade em seus estudos, a obtenção de uma titulação reconhecida, a realização de pesquisas e o envolvimento com a vida acadêmica junto a um Programa de larga experiência na formação de pesquisadores e docentes na área. Com esse plano, favoreceremos a ampliação do quadro de mestres em Educação, iniciativa que contribuirá para o fortalecimento da pesquisa e da difusão de conhecimentos, inclusive de consolidação de especializações lato sensu em Educação no IFPA/Tucuruí. Nossos objetivos específicos podem ser assim delineados: a) desenvolver estudos e pesquisas avançados relativos à educação, com vistas à qualificação de pesquisadores; b) proporcionar aos mestres formados fundamentos teórico-metodológicos que forneçam-lhes suporte para pesquisar e atuar na área da educação; c) fornecer suporte teórico-metodológico para aprofundar a integração entre a pós-graduação e a graduação, baseada na cultura da pesquisa, necessária à produção, desenvolvimento e disseminação do conhecimento científico; d) capacitar pesquisadores que participem de propostas com o intuito de ampliar e aperfeiçoar a oferta de cursos de graduação e de pós-graduação na instituição receptora; e) capacitar pesquisadores para propor e liderar grupos de pesquisas voltados à área de Educação, na instituição receptora; f) formar 20 mestres em Educação que proporcionem a ampliação de pesquisas regionais voltadas a esta área e que intensifiquem o debate educacional na região, dando especial atenção às políticas públicas e às práticas pedagógicas, baseadas em evidências. A execução de nosso plano iniciará com o processo seletivo (vide campo cronograma) que é composto por 2 etapas. A primeira etapa é composta de prova dissertativa sobre tema da linha de pesquisa em que o candidato se inscreveu. Esse tema será extraído de bibliografia constante do Edital de Seleção e prova de Língua Estrangeira (Inglês, Francês, Espanhol) ou análise do comprovante de Proficiência. A segunda etapa corresponde à arguição dos candidatos aprovados na 1ª etapa sobre o Projeto de Pesquisa e o Curriculum Lattes. Essa arguição ocorrerá na cidade da instituição receptora, com a presença dos candidatos aprovados na 2ª etapa e da Comissão de Seleção. Após a divulgação dos aprovados e matrículas dos alunos, teremos a execução das seguintes atividades, todas na instituição receptora: 1) aula inaugural e reunião para orientações gerais; 2) Oferecimento, ao longo de dois semestres, de 5 disciplinas presenciais. 3) Durante esse tempo os alunos desenvolverão seus projetos de pesquisa e receberão orientações online, bem como participarão, também de forma online, das atividades desenvolvidas pelo Grupo de Pesquisa que o próprio orientador definir. 4) Ao final do segundo semestre, na instituição promotora, será realizado o Seminário de Pesquisa, presencial, em que serão apresentados os projetos de pesquisa a bancas formadas pelos docentes do programa e participantes externos. 5) Após 18 meses os alunos poderão realizar seus exames de qualificação, presenciais, na instituição promotora e 6) em 24 meses ocorrerá, da mesma forma, a defesa da dissertação.

O campus de Tucuruí já vem investindo no uso de recursos tecnológicos na educação. As primeiras ações foram para implantação da Educação a Distância (EAD) na instituição, cuja estruturação inicial exigiu a separação de espaços para funcionamento do Núcleo de EAD, com bloco administrativo, laboratório de informática, auditório, além da disponibilização de equipamentos multimídia para o início das atividades. No intuito de dinamizar a EAD e oferecer um serviço com diferencial qualitativo, o Campus selecionou 04 (quatro) servidores para que os mesmos participassem de um curso de qualificação para atuar na Gestão da EAD. No final do ano de 2016, ocorreu a implantação da primeira turma em EAD, no curso de Técnico em Informática, na modalidade subsequente. Para que todos os funcionários e setores anteriormente mencionados estejam conectados entre si e com as atividades de ensino, pesquisa e extensão do campus, a infraestrutura tecnológica é composta na base por uma rede local Ethernet de alta velocidade (1 Gbps), a qual converge para um canal de longa distância da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa - RNP (fibra óptica com largura de banda de 100 Mbps) que se conecta diretamente à sede do IFPA (Belém-PA), onde se concentram os principais serviços do instituto, como saída para Internet, e-mail e sistemas de gestão. Há também outros dois canais de comunicação para fins de redundância e balanceamento: Rede NavegaPará (4 Mbps, fibra óptica) e Oi (2 Mbps, satélite). Toda a área do campus é coberta por Wi-Fi, disponível para discentes, docentes e técnicos administrativos. Os servidores que compõem a central de processamento de dados somam 194 GB de memória RAM e 15 TB de disco. O Campus Tucuruí é provido de 8 laboratórios de informática, todos com computadores e equipamentos multimídia adequados para atividades de ensino e aprendizagem. Além disso, entre eles, há um laboratório específico para Educação a Distância e um laboratório móvel (carreta para viagem). Existe também um auditório com isolamento acústico e equipamentos próprios para realização de videoconferência com múltiplos participantes, contando inclusive com lousa interativa. Todas as salas de ensino possuem projetores de vídeo, mas há equipamentos mistos disponíveis (computador/projetor) para apresentação fora do campus. Há também disponibilidade de tablets para todos os docentes e 20 notebooks para fins de estudo in loco pelos discentes. Embora as aulas sejam presenciais, ministradas na instituição receptora, disponibilizaremos e integraremos ao processo de ensino e aprendizagem os recursos tecnológicos à distância. A UNESP tem disponível um ambiente virtual de aprendizagem, desenvolvido na plataforma Moodle (https://moodle.unesp.br). Docentes e discentes do MINTER em Educação serão incentivados a utilizar esse recurso para divulgação de textos, interação por meio de fóruns, chats, ambientes colaborativos, envio de tarefas e indicação de leituras complementares (textos, artigos, programas, filmes). Dispomos ainda, no campus da instituição promotora, de 5 salas preparadas para vídeo conferências, nas quais os alunos podem interagir diretamente com o professor, de modo síncrono, para aulas complementares, dúvidas ou discussão de tópicos relativos à aula ou à orientação do trabalho de dissertação. O Campus de Marília conta também com infraestrutura para uso da plataforma TELEDUC. As entrevistas do processo seletivo e a aula inaugural do MINTER serão realizados por videoconferência e por skype. Planejamos também que o primeiro contato dos docentes com os alunos, antes do início de cada disciplina, ocorrerá por videoconferência. Nesta ocasião, os docentes discutirão o plano de ensino, as propostas de atividades e os textos, bem como a organização do curso. Após o término das disciplinas e a critério de cada docente poderá haver mais encontros virtuais para discussões. Os recursos necessários para a viabilização do MINTER são provenientes da Reitoria do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará. Dentre as atividades que necessitam deste apoio destacam-se: 1) Deslocamento da coordenadora do MINTER para conduzir o processo seletivo na instituição receptora; 2) Deslocamento e diárias para os professores da instituição promotora ministrarem as 5 disciplinas obrigatórias na instituição receptora; 3) Auxílio para os alunos participarem no Seminário de Pesquisa, atividade obrigatória, oferecida na instituição promotora; 4) Pagamento das despesas com as bancas para os exames de qualificação ou defesa com a presença de um membro externo à instituição promotora; 5) Auxílio para os alunos participarem, presencialmente, na instituição promotora, de seus respectivos exames de qualificação e sessão de defesa.

Com duração máxima de 24 meses, o seguinte cronograma será seguido: Primeiro semestre - As atividades do cronograma terão início com a publicação do Edital para o Processo Seletivo. Execução das etapas do processo seletivo e efetivação das matrículas dos aprovados. Aula Inaugural e oferecimento da primeira disciplina. Segundo semestre ao final do Projeto - Participação nas disciplinas, atividades do grupo de pesquisa, desenvolvimento da pesquisa. Oferecimento das 4 disciplinas restantes; Seminário de Pesquisa; Realização do exame de qualificação (6 meses anteriores ao término do Projeto) Prazo máximo para defesa da dissertação - 24 meses


Instituição Promotora

ELIANE GIACHETTO SARAVALI
33004110 UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO ( MARÍLIA ) (UNESP-MAR)
17.525-900
AV. HIGINO MUZZI FILHO, 737
-
-
Camp.Universitário
Marília - SP
(14) 34021331
(14) 32224797
(14) 34021300
(14) 34021331
(14) 34021300
(14) 34021355
(14) 34021447
(14) 34021331
(14) 34021300
(14) 34021447
(11) 31010027
(14) 34021336
(14) 34021355
(11) 31010027
(14) 34021336
(14) 34021300
(14) 34021447
(11) 31161770
(11) 31161780
dee@marilia.unesp.br

Instituição(ões) Receptora(s)

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PARÁ

FERNANDA ATANAENA GONCALVES DE ANDRADE
66645240
João Paulo II
-
- de 4250/4251 ao fim
Castanheira
Belém - PA
(91) 32011748
(14) 32224797
(14) 34021300
(14) 34021331
(14) 34021300
(14) 34021355
(14) 34021447
(14) 34021331
(14) 34021300
(14) 34021447
(11) 31010027
(14) 34021336
(14) 34021355
(11) 31010027
(14) 34021336
(14) 34021300
(14) 34021447
(11) 31161770
(11) 31161780
proreitor.proppg@ifpa.edu.br