Dados da Disciplina

INSTITUTO DE ENSINO E PESQUISA ALBERTO SANTOS DUMONT
Neuroengenharia (33280010001P2)
DIDÁTICA E METODOLOGIA CIENTÍFICA
DMC
001
3
19/04/2017 à -
Não
O ensino superior no século XXI. O futuro do ensino superior. Engajamento de estudantes em aulas presenciais. A gestão da sala de aula presencial. Criação eficaz de disciplinas para o sucesso dos estudantes. Estratégias de aprendizagem colaborativa. Aprendizagem ativa. Aula Expositiva Interativa. Simulação. O que é ciência. O método científico. O Método Experimental. A Discussão Científica. As etapas de uma pesquisa científica. Ética em pesquisa científica. Métodos de leitura e análise de artigos em Neuroengenharia. Projeto de pesquisa. Importância do Curriculum vitae, Comunicação de informações científicas considerando os aspectos da fala, escrita, material audiovisual e postura em apresentações públicas, reuniões, exposição de painel, seminários, aulas e outros. Competências: I – Domínio da Neurociência e Engenharia Biomédica – Aplicar os conhecimentos da engenharia em neurociência; II – Domínio Científico - Pesquisar e realizar experimentos com rigor científico para solucionar problemas, buscando a inovação. III – Criação e Desenvolvimento de Sistemas aplicados - Projetar, desenvolver e implementar sistemas computacionais objetivando a integração de recursos físicos e lógicos. IV – Aptidões de Ensino – Desenvolver domínio pedagógico associado a conhecimentos da neuroengenharia. V – Trabalho em Equipe – Desenvolver a habilidade de trabalhar em um ambiente colaborativo. VI – Transformação da Sociedade – Utilizar os conhecimentos adquiridos para causar transformações sociais. VII – Formação Ética – Desenvolver a atuação profissional pautada em princípios éticos. Objetivos de Aprendizagem: • Compreender os elementos da criação de uma disciplina de sucesso • Identificar modelos de design de aprendizagem • Analisar o alinhamento de objetivos, avaliações e recursos de aprendizagem • Aplicar princípios de atividades de ensino engajadoras • Analisar as melhores práticas para facilitar a aprendizagem colaborativa • Entender as teorias e características da aprendizagem ativa • Compreender os procedimentos metodológicos da Aula Expositiva Interativa • Colocar em prática a Aula Expositiva Interativa de forma a facilitar a aprendizagem dos estudantes • Conceituar e caracterizar a simulação como metodologia de ensino • Avaliar em que situações de aprendizagem os tipos de simulação podem ser aplicados • Definir ciência e métodos científicos • Descrever as etapas de uma pesquisa científica • Selecionar artigos científicos apropriados para a neuroengenharia analisando a sua pertinência à área Conteúdo temático: Módulo I - Didática • O ensino superior no século XXI: o Perspectivas sobre ensino e aprendizagem o Estudantes no centro o Foco nos docentes • O futuro do ensino superior: o Visão geral: O futuro do ensino superior o Conexões globais o Foco na aprendizagem no mundo real o Aumento da prontidão para o local de trabalho • Engajamento de estudantes em aulas presenciais: o Como reconhecer o engajamento de estudantes o Prática intencional e reflexiva o Confiança social para engajamento de estudantes o Como engajar estudantes com o conteúdo do curso o Como apoiar o engajamento entre estudantes • A gestão da sala de aula presencial: o Introdução à gestão da sala de aula presencial o Como abordar problemas comportamentais comuns na sala de aula presencial o Planejamento intencional da gestão da sala de aula o Como abordar outros problemas de gestão da sala de aula o Reconhecer estudantes como indivíduos • Criação eficaz de disciplinas para o sucesso dos estudantes: o Identificar os resultados desejados o Determinar as evidências de avaliação o Planejar as experiências e instruções de aprendizagem • Estratégias de aprendizagem colaborativa: o O que é a aprendizagem colaborativa? o Benefícios da aprendizagem colaborativa o Facilitação da aprendizagem colaborativa o Atividades de aprendizagem colaborativa • Aprendizagem ativa: o Introdução: O que é aprendizagem ativa? o Teorias e características da aprendizagem ativa o Benefícios e desafios da aprendizagem ativa o Estratégias para a aprendizagem ativa • Aula Expositiva Interativa: o O que é a aula expositiva e interativa? o Procedimentos metodológicos • Simulação: o O que é simulação? o Procedimentos metodológicos Módulo II – Metodologia científica • O Método científico • O que é pesquisa? o Conceito de pesquisa científica o Pesquisas: observacional, experimental e não-experimental (quase-experimental) o Pesquisas: exploratória, descritiva e explicativa • A pesquisa em seres humanos e em Animais de Experimentação o A pesquisa em Seres Humanos: Conceito e preceitos éticos o O tratado de Helsinque e suas atualizações o O consentimento esclarecido o Pesquisa em animais de experimentação: Conceito e princípios éticos o Regras para uso de animais em experimentação • As etapas de uma pesquisa científica o A escolha do tema e a formulação do problema o Tema: a justificativa, a relevância, a importância o Problema: a dúvida, a pergunta o A construção das hipóteses o As relações entre tema, problema e hipótese o O referencial teórico • Projeto de pesquisa o As finalidades de um projeto de pesquisa o A estrutura de elaboração de um projeto de pesquisa: página de rosto, introdução, objetivos geral e específico, justificativa, métodos e cronograma o O projeto de pesquisa e o Comitê de Ética em Pesquisa o Relatório científico o Adequação a exigências éticas e precauções a serem tomadas o Redação e apresentação de um projeto de pesquisa
Bibliografia Básica: - BACICH, Lilian; MORAN, José. Metodologias ativas para uma educação inovadora: uma abordagem teórico-prática. Penso Editora, 2018. - GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. Manual de elaboração de projetos de pesquisa. 3a ed. Atlas, 1996. - MARCONI, MA, LAKATOS EM. Metodologia do Trabalho Científico: Procedimentos Básicos; Pesquisa Bibliográfica, projeto e relatório; Publicações e Trabalhos Científicos. 7a ed. Rev. Amp. São Paulo: Atlas, 2013. Bibliografia Complementar: - CACETE, Núria Hanglei. O Ensino Superior no Brasil e a Formação de Professores: 1930-2000. Paco Editorial, 2018. - CAMPOS, Carolina Rosa; DA SILVA, Talita Fernanda. Criatividade no ensino superior: uma perspectiva internacional. Psicologia Escolar e Educacional, v. 16, n. 2, p. 339-340, 2012. - CERVO, AL, BERVIAN, PA, SILVA R. Metodologia Científica. 6a ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007. 162 p. - DÁVILA, Cristina; VEIGA, Ilma Passos Alencastro. Didática e docência na educação superior: implicações para a formação de professores. 2012. - GIL, Antonio Carlos. Didática do ensino superior. Atlas, 2015. - OLIVIERI, MFA; OLIVIERI, M. A.; BALLABEN, C. B. Didática e práticas do ensino superior. Editora Globus, São Paulo, 2013. - SANTOS, AR. Metodologia científica: a construção do conhecimento. Rio de Janeiro: DP&A, 1999. - SILVA, MHA, PEREZ, IL. Docência no Ensino Superior. IESDE Brasil S.A., 196 p., 2009. Websites relacionados aos temas da disciplina - Center for Educational Innovation: University of Minnesota. (não datado). What is active learning? (O que é aprendizagem ativa?). Extraído em 7 de abril de 2018, de https://cei.umn.edu/support-services/tutorials/what-active-learning/ - Weimer, M. (2011). Defining active learning (Definindo a aprendizagem ativa). Faculty Focus. Extraído de https://www.facultyfocus.com/articles/teaching-professor-blog/defining-active-learning/

Cursos

Neuroengenharia
Mestrado
45