Dados da Disciplina

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE
LETRAS (23002018004P7)
TÓPICOS EM ESTUDOS DO TEXTO E DO DISCURSO
LE
12136
2
05/05/2015 à -
Não
Conteúdos específicos de cunho teórico e/ou aplicado, vinculados às linhas de pesquisa.
JAKOBSON, Roman. Lingüística e comunicação. Trad. Izidoro Blikstein e José Paulo Paes. 14. ed. São Paulo: Cultrix, 1991. _____. Lingüística. Poética. Cinema. São Paulo: Perspectiva, 1970. MACHADO, Irene. Analogia do dissimilar: Bakhtin e o Formalismo Russo. São Paulo: Perspectiva, 1989. MUKAROVSKY, Jan. Escritos sobre estética e semiótica da arte. Trad. Manuel Ruas. Lisboa: Editorial Estampa, 1997. REIS, Carlos. Técnicas de análise textual. 3. ed. Coimbra: Livraria Almedina, 1981. TINIANOV, Iuri. O problema da linguagem poética II: o sentido da palavra poética. Trad. Maria José Azevedo Pereira e Caterina Barone. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1975. _____. “O ritmo como fator construtivo do verso”. In: LIMA, Luiz Costa (org.). Teoria da literatura em suas fontes. 2. ed. Rio de Janeiro: F. Alves, 1983, v. 1. p. 449-61. TOLEDO, Dionísio (org.). Círculo lingüístico de Praga: estruturalismo e semiologia. Textos reunidos, anotados e apresentados por Dionísio Toledo. Trad. Zênia de Faria, Reasylvia Toledo e Dionísio Toledo; introdução de Julia Kristeva. Porto Alegre: Globo, 1978. _____. EIKHENBAUM et al. Teoria da literatura: Formalistas russos. Organização, apresentação e apêndice de Dionísio de Oliveira Toledo. 2. ed. Porto Alegre: Editora Globo, 1976. WELLEK, René. “A teoria literária e a estética de Escola de Praga”. In: TOLEDO, Dionísio (org.). Círculo lingüístico de Praga: estruturalismo e semiologia. Porto Alegre: Globo, 1978. p. 50-72. ECO, Umberto. Tratado geral de semiótica. Trad. Antônio de Pádua Danesi e Gilson César Cardoso de Souza. 4. ed. São Paulo: Perspectiva, 2007. GARVIN, Paul. L. “A Escola Lingüística de Praga”. In: HILL, Archibald A. (org.). Aspectos da lingüística moderna. São Paulo: Cultrix, 1972. p. 236-45. GREIMAS, A. J. Semântica estrutural: pesquisa de método. Trad. Haquira Osakabe e Izidoro Blinkstein. 2. ed. São Paulo: Cultrix; Editora da Universidade de São Paulo, 1976. _____. Ensaios de semiótica poética. Trad. Heloysa de Lima Dantas. São Paulo: Cultrix; Editora da Universidade de São Paulo, 1975. GRUPO µ. (DUBOIS, Jacques et al.). Retórica da poesia: leitura linear, leitura tabular. Trad. Carlos Felipe Moisés. São Paulo: Cultrix; Editora da Universidade de São Paulo, 1980. _____. Retórica geral. Trad. Carlos Felipe Moisés, Duílio Colombini e Elenir de Barros. São Paulo: Cultrix; Editora da Universidade de São Paulo, 1974. GUINSBURG, J. (org.). Círculo lingüístico de Praga. São Paulo: Perspectiva, 1978. JAKOBSON, Roman. Poética em ação. São Paulo: Perspectiva; Editora da Universidade de São Paulo, 1990. JAKOBSON, Roman; PORMOSKA, Krystyna. São Paulo: Cultrix, 1985. LEVIN, Samuel. Estruturas lingüísticas em poesia. São Paulo: Cultrix, 1980. LIMA, Luiz Costa (org.). Teoria da literatura em suas fontes. 2. ed. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1983. v. 1. LOTMAN, Iuri. A estrutura do texto artístico. Lisboa: Editorial Estampa, 1978. MACHADO, Irene. Analogia do dissimilar: Bakhtin e o Formalismo Russo. São Paulo: Perspectiva, 1989. RALLO, Elisabeth Ravoux. Métodos de crítica literária. Trad. Ivone C. Benedetti. São Paulo: Martins Fontes, 2005. REIS, Carlos. Técnicas de análise textual. 3. ed. Coimbra: Livraria Almedina, 1981. RIFFATERRE, Michael. Estilística estrutural. Trad. Anne Arnichand e Álvaro Lorencini. São Paulo: Cultrix, 1973. ROGER, Jérôme. A crítica literária. Trad. Rejane Janowitzer. Rio de Janeiro: DIFEL, 2002. ROSENFELD, Anatol. Estrutura e problemas da obra literária. São Paulo: Perspectiva, 1976. SCHNAIDERMAN, Boris (org.). Semiótica russa. Trad. Aurora Fornoni Bernardini et al. São Paulo: Perspectiva, 1979. TODOROV, Tzvetan. “A herança metodológica do Formalismo”. In: As estruturas narrativas. Trad. Leyla Perrone-Moisés. 4. ed. São Paulo: Perspectiva, 2004. _____. Teorias do símbolo. Trad. Enid Abreu Dobránszky. Campinas: Papirus, 1996. VALENCY, Gisele. “A crítica textual”. In: BERGEZ, Daniel et al. Métodos críticos para a análise literária. Trad. Olinda Maria Rodrigues Prata. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2006. p. 183-226. WELLEK, René; WARREN, Austin. Teoria da literatura e metodologia dos estudos literários. São Paulo: Martins Fontes, 2003. YLLERA, Alicia. Estilística, poética e semiótica literária. Coimbra: Livraria Almedina, 1979.

Cursos

LETRAS
Mestrado
30
LETRAS
Doutorado
30

Áreas de Concentração

ESTUDOS DO DISCURSO E DO TEXTO