Brasil

Dados da Disciplina

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO
LITERATURA BRASILEIRA (33002010110P0)
A CORRESPONDÊNCIA DE MÁRIO DE ANDRADE COMO “ARQUIVO DA CRIAÇÃO” LITERÁRIA
FLC
62401
8
19/05/2015 à -
Não
A disciplina se propõe a estudar a extensa epistolografia do escritor modernista Mário de Andrade (1893-1945) enquanto “arquivo da criação” literária, ou seja, como espaço testemunhal de sua produção ficcional, lírica e ensaística. A análise dos depoimentos do autor, prodigamente partilhados em suas cartas a grande número de destinatários, no período de 1917 a 1945, acerca da história e da gênese de sua produção literária pretende aprofundar a compreensão das bases estéticas que sustentam a elaboração de suas principais obras. Tenciona, igualmente, ampliar as perspectivas hermenêuticas da fortuna crítica do polígrafo. A pesquisa ambiciona oferecer subsídios teóricos, metodológicos e críticos à investigação da correspondência de escritores como fonte e objeto de pesquisa no campo dos estudos literários, examinando suas potencialidades e vicissitudes. Justificativa: A observação crítica dos testemunhos epistolares da criação ficcional, poética e ensaística de Mário de Andrade, a percepção dos limites do trabalho interpretativo levado a cabo pelo próprio autor em suas cartas e o registro da memória das condições materiais da publicação de suas obras sinalizam modos de compreender a correspondência de um escritor como fonte de pesquisa para a teoria e a crítica literária, considerando suas potencialidades e armadilhas. A disciplina aprofunda o debate sobre o lugar dos discursos memorialísticos, em particular a correspondência, no âmbito da historiografia e da crítica literária brasileira. Em termos metodológicos, suscita formas produtivas e críticas de instrumentalização da epistolografia, no campo dos estudos literários. Conteúdo: 1. Memorialismo literário brasileiro: questões teóricas, metodológicas e críticas. 2. “Arquivos da criação” nos estudos genéticos: conceitos, fundamentos, impasses. 3. Construção da obra, constituição de si: testemunhos autobiográficos na correspondência de Mário de Andrade. 4. Correspondência Mário de Andrade e Manuel Bandeira: processos de criação colaborativos 5. Pauliceia desvairada nas malhas da memória epistolar. 6. Clã do jabuti no projeto nacionalista mariodeandradiano. 7. Amar, verbo intransitivo em processo: arquivo, carta, memória. 8. Macunaíma: o lugar das contradições nos depoimentos epistolares. 9. Os filhos da Candinha e Aspectos da literatura brasileira: percepções (auto)críticas da obra na correspondência. 10. Depoimento epistolar sobre “O Carro da miséria” como “filosofia da composição”. 11. Lira Paulistana à luz de fundamentos políticos na correspondência Mário de Andrade e Carlos Drummond de Andrade. 12. Testemunhos de obras inacabadas/interrompidas, Quatro Pessoas, Café, O Pico dos três irmãos: a carta nos andaimes da criação. Forma de Avaliação: Monografia. Seminários.
CORRESPONDÊNCIA SELETA DE MÁRIO DE ANDRADE 1. Livros ANDRADE, Carlos Drummond de; ANDRADE, Mário de. Carlos & Mário. Correspondência completa entre Carlos Drummond de Andrade (inédita) e Mário de Andrade. Prefácio e notas de Silviano Santiago; org. e pesquisa iconográfica de Lélia Coelho Frota. Rio de Janeiro: Bem-Te-Vi, 2002. ANDRADE, Mário de. Cartas a Anita Malfatti, 1921-1939. Ed. prep. por Marta Rossetti Batista. São Paulo: Forense Universitária, 1989. __________. Cartas a Manuel Bandeira. Prefácio e notas de Manuel Bandeira. 2. ed. Rio de Janeiro: Tecnoprint, 1967. __________. Cartas a Murilo Miranda, 1934-1945. Ed. prep. por Raúl Antelo. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1981. __________. Cartas a um Jovem Escritor: De Mário de Andrade a Fernando Sabino. Ed. prep. pelo destinatário. Rio de Janeiro: Record, 1981. __________. Carta ao Pintor Moço [Enrico Bianco]. Apresentação e prep. de texto Marcos Antonio de Moraes. São Paulo: IEB/Boitempo, 1995. __________. Cartas de Mário de Andrade a Álvaro Lins. Ed. prep. por José César Borba e Marco Morel. Rio de Janeiro: José Olympio, 1983. __________. Cartas de Mário de Andrade a Luís da Camara Cascudo. Ed. prep. por Veríssimo de Melo. Belo Horizonte: Villa Rica, 1991. __________. Cartas de Mário de Andrade a Manuel Bandeira. Prefácio, introdução e notas de Manuel Bandeira. Rio de Janeiro: Org. Simões, 1958. __________. Cartas de Mário de Andrade a Prudente de Moraes, Neto, 1924-1936. Ed. prep. por Georgina Koifman. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1985. __________. Cartas de Trabalho: Correspondência com Rodrigo Mello Franco de Andrade, 1936-1945. Ed. prep. por Lélia Coelho Frota. Brasília: MEC/Sphan/Prómemória, 1981. __________. Cartas do Irmão Maior: João Etienne Filho/ Mário de Andrade. Belo Horizonte: Mazza Edições/Belas Artes Liberdade Livraria, 1994. __________. Correspondente Contumaz: Cartas de Mário de Andrade a Pedro Nava, 1925-1944. Ed. prep. por Fernando da Rocha Peres. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1982. __________. A Lição do Amigo: Cartas de Mário de Andrade a Carlos Drummond de Andrade. Ed. prep. pelo destinatário. Rio de Janeiro: José Olympio, 1982. __________. A Lição do Guru: Cartas a Guilherme Figueiredo. 1937/1945. Ed. prep. pelo destinatário. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1989. __________. Macunaíma e a Viagem Grandota: Cartas inéditas de Mário de Andrade [a Sérgio Olindense]. Ed. prep. por Carlos Heitor Castello Branco. São Paulo: Quatro Artes Editora, 1970. __________. Mário de Andrade Escreve Cartas a Alceu, Meyer e Outros. Ed. prep. por Lygia Fernandes. Rio de Janeiro: Ed. do Autor, 1968. __________. Mário de Andrade e(m) Campos de Goitacazes: Cartas de Mário de Andrade a Alberto Lamego, 1935-1938. Ed. prep. por Arthur Soffiati. Rio de Janeiro: Eduff, 1992. __________. Portinari, Amico Mio: Cartas de Mário de Andrade a Cândido Portinari. Intr. e notas de Annateresa Fabris. Campinas: Mercado de Letras/ Projeto Portinari/ Autores Associados, 1995. __________. Querida Henriqueta: Cartas de Mário de Andrade a Henriqueta Lisboa. Ed. prep. por Pe. Lauro Palú. Rio de Janeiro: José Olympio, 1990. __________. 71 Cartas de Mário de Andrade. Ed. prep. por Lygia Fernandes. Rio de Janeiro: Livraria São José, [1968]. ANDRADE, Mário de; ALVARENGA, Oneyda. Cartas. São Paulo: Duas Cidades, 1983. ANDRADE, Mário de; AMARAL, Tarsila do. Correspondência Mário de Andrade & Tarsila do Amaral. Org., intr. e notas de Aracy Amaral. São Paulo: Edusp/IEB, 2001. ANDRADE, Mário de; BANDEIRA, Manuel. Itinerários: Cartas a Alphonsus de Guimaraens Filho. Ed. prep. pelo destinatário. São Paulo: Duas Cidades, 1974. __________. Correspondência Mário de Andrade & Manuel Bandeira. Org., intr. e notas de Marcos Antonio de Moraes. São Paulo: Edusp/IEB, 2000 (2ª ed., 2001). ANDRADE, Mário de; HOLANDA, Sérgio Buarque de. Correspondência. Org., intr. e notas e posfácio de Pedro Meira Monteiro. São Paulo: Edusp/IEB/Companhia das Letras, 2012. ANDRADE, Mário de; LISBOA, Henriqueta. Correspondência. Organização e introdução de Eneida Maria de Souza. Notas de Eneida Maria de Souza e Pe. Lauro Palú. Estabelecimento de texto de Maria Sílvia Ianni Barsalini. São Paulo: Edusp/IEB, 2010. ANDRADE, Mário de; LEITE, Otávio Dias. Mário, Otávio: cartas de Mário de Andrade a Otávio Dias Leite (1936-1944). Org., intr. e notas Marcos Antonio de Moraes. São Paulo. São Paulo: IEB/Oficina do Livro Rubens Borba de Moraes/ Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2005. ANDRADE, Mário de; OLIVEIRA NETO, Luis Camilo de. Correspondência. Org., intr. e notas de Maria Luiza Penna. São Paulo: Edusp/IEB, 2013. ANDRADE, Mário de; RUBIÃO, Murilo. Mário e o Pirotécnico Aprendiz. Org. Marcos Antonio de Moraes. Belo Horizonte: UFMG/Giordano/IEB, 1995. CASCUDO, Luis da Câmara; ANDRADE, Mário de. Câmara Cascudo e Mário de Andrade, cartas, 1924-1944. Org., introd, e notas de Marcos Antonio de Moraes. São Paulo: Global, 2010. CASTRO, Moacir Werneck de. Mário de Andrade: Exílio no Rio. Rio de Janeiro: Rocco, 1989. CORRÊA, Pio Lourenço; ANDRADE, Mário de. Pio & Mário: diálogo da vida inteira. Introdução Gilda de Mello e Souza. Estabelecimento de texto e notas de Denise Guaranha; estabelecimento de texto, das datas e revisão ortográfica Tatiana Longo Figueiredo. Rio de Janeiro: Ouro Sobre Azul/ SESC, 2009. DUARTE, Paulo. Mário de Andrade por Ele Mesmo. 2. ed. São Paulo: Hucitec/ Prefeitura do Município de São Paulo/ Secretaria Municipal de Cultura, 1985. LEBENZSTAYN, Ieda. "Cartas inéditas de Graciliano Ramos: estilo, amizades, bastidores da criação e da história". Letras de Hoje (impresso), Porto Alegre: PUC-RS, v. 49, p.145-153, 2014. MORAES, Marcos Antonio de. "Pauliceia desvairada nas malhas da memória". O Eixo e a Roda. Belo Horizonte: UFMG, v.24. n. 2, 2015. http://www.periodicos.letras.ufmg.br/index.php/o_eixo_ea_roda/article/view/8322 MORAES, Rubens Borba de. Lembrança de Mário de Andrade: 7 Cartas. São Paulo, Diana Mindlin (ed.), 1979. SABINO, Fernando; ANDRADE, Mário de. Cartas a um jovem escritor e suas respostas. Rio de Janeiro: Record, 2003. TONI, Flávia (org., intr. e notas). “Correspondência Camargo Guarnieri–Mário de Andrade”. In.: SILVA, Flávio (org.). Camargo Guarnieri: O Tempo e a Música. São Paulo: Funarte/Imprensa Oficial, 2001. 2. Dissertações e teses DUBRA, Ana Luísa. Edição da correspondência Mário de Andrade & Ascesno e Stella Griz Ferreira – 1926-1944, São Paulo, 2012. Dissertação (Mestrado). – Instituto de Estudos Brasileiros, Universidade de São Paulo. Orientador: Prof. Dr. Marcos Antonio de Moraes. MENEZES, Ana Lúcia Richa Lourega Guimarães de. Amizade “carteadeira”: O diálogo epistolar de Mário de Andrade com o Grupo Verde de Cataguases. Tese (Doutorado). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo [em desenvolvimento, com bolsa Fapesp]. Orientador: Prof. Dr. Marcos Antonio de Moraes. NOGUEIRA, Maria Guadalupe Pessoa. Edição anotada da correspondência: Mário de Andrade e Renato de Almeida. Tese (Doutorado). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, 2004. Orientadora: Profa. Dra. Ivone Daré Rabelo. Epistolografia e os “arquivos da criação” BIASI, Pierre-Marc de. Analyse de la correspondance et genèse de l’oeuvre: le cas Flaubert. Séminaire l’ITEM: Genèse e correspondance. École Normale Supérieur, Paris. Em Savoir/ Em multimedia [conferência, formato áudio]. http://www.diffusion.ens.fr/index.php?res=conf&idconf=1646. CHEVALIER, Anne. La lettre d’auteur: esquisse d’une typologie. Correspondance et formation littéraire. Atas do colóquio de Caen (1996). Textos reunidos por Brigide Diaz e Jürgen Siess. Elseneur, nº 13, Presses Universitaires de Caen, mar. 1998. DIAZ, Brigitte. L’épistolaire ou la pensée nomade. Paris: Presses Universitaires de France, 2002. DIAZ, José-Luis. Quelle génetique pour les correspondances? In: Genesis. Revue internationale de critique génetique, nº 13, Paris, 1999. Qual genética para as correspondências? Trad. Cláudio Hiro e Maria S. I. Barsalini. Manuscrítica. Revista de Crítica Genética, n. 15, 2007. ______. L’épistolaire: genèse des oeuvres, genèse de soi. In: Processos de criação e interação: crítica genética em debate nas artes, ensino e literatura. Belo Horizonte: C/Arte, 2008, v. 2. FRANCALANZA, Éric. De la lettre à l’oeuvre: approches épistolaires de la notion d’oeuvre au XIXe. siècle [préface]. In: La lettre et l’œuvre: perspectives épistolaires sur la création littéraire et picturale au XIXe siécle. Textos reunidos e publicados por Pascale Auraix-Jonchière, Christian Croisille e Éric Francalanza. Clermont-Ferrand: Presses Universitaires Blaise Pascal, 2009. HOVASSE, Jean-Marc (Org.). Correspondance et poésie. Rennes: Presses Universitaires de Rennes, 2011. LECLERC, Y. Rapports de la correspondance et de l’oeuvre (compte-rendu). Em: Problématique et économie d’un genre littéraire: écrire, publier, lire les correspondances. Atas do Colóquio de Nantes. Textos reunidos por Jean-Louis Bonnat e Mireille Bossis. Nantes: P. U. Nantes, 1982. LERICHE, Françoise; PAGÈS, Alain (orgs.). Genèse & Correspondances. Paris: Éditions Archives Contemporaines/ ITEM, 2012. LOPEZ, Telê Ancona. Uma ciranda de papel. In: GALVÃO, Walnice Nogueira & GOTLIB, Nádia Battella (orgs.). Prezado senhor, prezada senhora: Estudos sobre cartas. São Paulo: Companhia das Letras, 2000. MONOUD-ANGLÉS, Cristiane. Le courrier des lecteurs de Balzac (1830-1840): interaction d’une production et d’une reception. In: Écrire à l’écrivain. Atas do Seminário de l’A.I.R.E (Association interdisciplinaire de recherches sur l’épistolaire), 1991-1992. Textos reunidos por José-Luis Diaz, Revue Textuel, Paris, 27, 1994. MORAES, Marcos Antonio de. Epistolografia e crítica genética. Ciência e Cultura, Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), v. 59, n. 1, jan./mar. 2007. ______. Epistolografia de Machado de Assis: escrita de si e testemunhos de criação literária. Machado de Assis em Linha, n. 7 jun. 2011. http://machadodeassis.net/revista/numero07/rev_num07_artigo06.asp. PAGÈS, Alain. Correspondance et genèse. In: GRÉSILLON, Almuth; WERNER, Michaël (orgs). Leçons d’écriture: ce que disent les manuscrits. Paris: Lettres Modernes/Minard, 1985. POYET, Thierry. Madame Bovary: le roman des lettres. Paris: L’Harmattan, 2007. __________. La correspondance de Flaubert: um lieu pour concevoir la chose littéraire. In: La lettre et l’œuvre: perspectives épistolaires sur la création littéraire et picturale au XIXe siécle. Textos reunidos e publicados por Pascale Auraix-Jonchière, Christian Croisille e Éric Francalanza. Clermont-Ferrand: Presses Universitaires Blaise Pascal, 2009. SCHWEIGER, Amélie. L’épistolaire flaubertien comme problématique voie d’accès au littéraire. In: L’épistolarité à travers les siècles: Geste de communication et/ou d’écriture. Atas do Colóquio de Cerisy. Textos reunidos por Mireille Bossis e Charles Porter. Frank Steiner Verlag, Stuttgart, 1990. SILVA, Manuel Parreira da. Realidade e ficção: para uma biografia epistolar de Fernando Pessoa. Lisboa: Fernando & Alvim, 2004.

Cursos

LITERATURA BRASILEIRA
Mestrado
120
LITERATURA BRASILEIRA
Doutorado
120